Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Bengalinha Pinto recandidata-se pelo PS à Câmara de Viana do Alentejo

O presidente da Câmara Municipal de Viana do Alentejo, o independente Bernardino Bengalinha Pinto, vai recandidatar-se pelo PS a um segundo mandato nas eleições autárquicas deste ano.
Licenciado em gestão bancária, Bengalinha Pinto, de 49 anos, foi eleito presidente da Câmara de Viana do Alentejo nas últimas eleições autárquicas, em 2009, conquistando um bastião comunista do distrito de Évora, "nas mãos" da CDU havia 16 anos.

João Penetra é o candidato pela CDU à Câmara de Viana do Alentejo

O candidato pela CDU à presidência da Câmara Municipal de Viana do Alentejo é João Luís Batista Penetra, de 50 anos de idade, licenciado em gestão de empresas e pós graduado em empreendedorismo e inovação e gestor e técnico Oficial de contas.

João Penetra foi durante 14 anos vereador e vice-presidente da Câmara Municipal de Viana do Alentejo e é presidente da Câmara Municipal de Alvito, da direção da NOVALVITO Ensino Profissional, da direção da associação Terra Mãe, tesoureiro do centro social e paroquial de Alcáçovas, vogal do conselho diretivo da AMCAL, secretário da mesa da assembleia geral da AMBAAL e ainda presidente da assembleia geral do grupo coral dos trabalhadores de Alcáçovas.

"Bem que eu gostaria de ver o Aeroporto de Beja a ser viabilizado de alguma maneira na prática"

Bem que eu gostaria de ver o Aeroporto de Beja - onde se gastaram alguns milhões de euros - a ser viabilizado de alguma maneira na prática, e não somente em estudos que ficam sempre adiados, e dependentes da boa vontade política, do decisor da altura. Portugal está amarrado a uma crise económica sem precedentes na nossa História. Ainda assim, era necessário criar condições de aproveitamento de estruturas já construidas, e não recorrer a outras que derrapam nos custos, muitas vezes de forma mais que suspeita. Porém, até agora sempre temos vivido de intenções que não tem passado disso mesmo, no que respeita a esta infraestrutura do Baixo Alentejo. Todo o investimento no interior do País é bem vindo. O problema é que o Governo está sem um plano de retoma da economia e sem capacidade de controlo nas despesas. Com apenas uma austeridade brutal, não se governa um país mas, destroi-se o poder de compra dos cidadãos, e anula-se a capacidade de investir por parte das empresas.


Comentário de António Martins, publicado aqui, a 25 de Março de 2013 às 15:53.

Comentários recentes

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds