Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O Bloco de Esquerda e o “Por Beja com todos”

Alguns têm falado, escrito e especulado sobre as perigosas relações entre o Bloco de Esquerda e o movimento independente e plural “Por Beja com todos”, insistindo em apresentar este como um simples instrumento daquele.

Como estive desde o princípio neste processo, apresento aqui os factos.

Há cerca de um ano e na sequência de outros contactos anteriores, fui contactado por pessoas do BE para saberem da minha disponibilidade para me candidatar, pelo Bloco, à Câmara de Beja. Respondi-lhes que a minha disponibilidade não era muita, quer por razões familiares, quer também por falta de disposição.
Disse-lhes também que, atendendo à situação do concelho, me parecia existirem condições únicas para a criação de um movimento independente e plural, que fomentasse a cidadania activa, envolvesse pessoas que não se revêem nos partidos e avaliasse um eventual candidatura às autarquias do Concelho de Beja. E que para projecto destes me sentia motivado, por dever de cidadania.
Concordaram com a minha análise e mostraram-se receptivos a envolverem-se individualmente no processo, admitindo o apoio do BE a uma eventual candidatura autárquica do movimento, se esta não pusesse em causa alguns princípios gerais do partido.
E foi assim que, algum tempo depois, se iniciaram as reuniões do “Por Beja com todos”, para que foram sendo convidadas pessoas de várias proveniências, com a preocupação de assegurar a sua independência e pluralidade.
Logo nas primeiras reuniões se definiu que o movimento devia ter dois objectivos, cujas dinâmicas se alimentariam mutuamente: a construção de um Projecto Alternativo Independente para Beja, a longo prazo, envolvendo todos os que nele quisessem participar; e uma eventual candidatura às autarquias do Concelho de Beja, que, entre outras coisas, contribuísse para uma nova forma de fazer política, mais integradora e que esbatesse a acentuada bipartidarização, que nos últimos anos não se tem mostrado útil ao concelho.
A apresentação pública do “Por Beja com todos” teve lugar no princípio de Novembro e depois disso é pública a sua actividade.
O BE, enquanto colectivo partidário, nunca teve qualquer intervenção no Movimento, tendo inclusive travado a participação de alguns dos seus militantes, de forma a evitar qualquer predomínio no seu funcionamento.
Qualquer um dos que tem participado nas actividades do “Por Beja com todos” pode atestar esta postura do BE e a democraticidade, a independência e a pluralidade do Movimento.
O “Por Beja com todos” é um movimento que a concorrer às eleições autárquicas o fará em listas de cidadãos e que não servirá de cobertura a qualquer lista partidária. Os seus membros são livres de participarem como e onde entenderem.

Autor: Lopes Guerreiro - Publicado AQUI.

Tomé Pires é o candidato da CDU à Câmara de Serpa

O actual presidente da Câmara de Serpa, Tomé Pires, que em Novembro de 2012 substituiu João Rocha, é o candidato da CDU àquele cargo nas eleições autárquicas deste ano.
Tomé Pires, engenheiro técnico civil, de 36 anos, lidera a Câmara de Serpa desde 2 de Novembro de 2012, após o anterior e "histórico" presidente, o comunista João Rocha, o qual estava no nono mandato consecutivo e não podia recandidatar-se, ter deixado o cargo que ocupava há quase 33 anos por razões pessoais.

Teve casa cheia na apresentação pública, que decorreu no Sábado passado, no Cine-Teatro de Serpa.

Vítor Proença é o cabeça de lista da CDU ao município de Alcácer do Sal

O presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Vítor Proença, é o cabeça de lista da CDU ao município de Alcácer do Sal, liderado pelo PS, revelou o PCP, depois da sua candidatura ter sido aprovada, “por unanimidade”, pela Comissão Concelhia de Alcácer do Sal do PCP.

Vítor Proença, 56 anos, gestor na área da comunicação, militante do PCP há 37 anos, dirige o município de Santiago do Cacém desde 2002, depois de ter sido vereador entre 1998 e 2001. A cumprir o seu terceiro e último mandato, não se pode recandidatar em Santiago do Cacém, devido à lei da limitação de mandatos.
A apresentação pública do candidato será realizada a 24 de março, às 15 horas, na Sociedade Filarmónica Amizade Visconde de Alcácer (“Calceteira”).

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    Como dizia o outro "seu grandessíssimo e alternadí...

  • Anónimo

    Perdeu uma boa oportunidade de estar calado porque...

  • Vitor Paixão

    Por vezes dou comigo a pensar se falo, se fico cal...

  • Anónimo

    Saloio é você seu atrasado mental

  • Anónimo

    Já a pensar nas criticas ao festival ainda ele não...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds