Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

João Penetra (CDU) diz-se satisfeito com o trabalho em Alvito e confirma a sua candidatura à Câmara de Viana do Alentejo

Zé LG, 22.02.13

De zero a 10 que nota atribui ao seu mandato na Câmara de Alvito?
Para ser honesto atribuiria um oito. Porque é muito mau se nós estivermos totalmente satisfeitos com o nosso trabalho. A verdade é que fixamos objetivos que depois são difíceis de atingir. Quando, em 2009, todos os autarcas deste país se candidataram às eleições e fizeram os seus programas eleitorais, estavam muito longe de imaginar o que vinha aí, em termos de alteração do financiamento das autarquias.
Pensa candidatar-se a outra câmara?
Sim, sim, irei candidatar-me, pelo meu partido, a uma outra câmara. Irei ser candidato, a apresentação oficial será no próximo mês, mas já aceitei o convite do meu partido para ser candidato a Viana do Alentejo.

Acha que deixa uma marca pessoal em Alvito?
Fomos, aqui na região, pioneiros no ensino do empreendedorismo. Estamos a tentar transformar uma sociedade para daqui a 10 ou 15 anos, mais empreendedora, mais amiga do risco e, na minha opinião, com mais capacidade de criar riqueza.

Leia aqui toda a entrevista publicada na edição de hoje do Diário do Alentejo.

“POR BEJA COM TODOS” PÔS À VOTAÇÃO A ESCOLHA DO CANDIDATO À CÂMARA DE BEJA

Zé LG, 20.02.13

O movimento independente e plural "Por Beja Com Todos" pretende contar com a participação de todos na escolha do seu candidato à Câmara Municipal de Beja. Para isso convida-os a que votem num dos nomes que foram sugeridos pelos cidadãos, na primeira fase do processo, em: http://www.porbejacomtodos.org/

João Manuel de Lemos Santos

José António do Rosário Lopes Guerreiro

Maria Angelina Galheto Soares

Maria Celina Nobre Guerreiro

Maria Inácia Lourenço Malveiro

Outro (envie a sua proposta para porbejacomtodos@gmail.com)

Nuno Mascarenhas candidato do PS à Câmara de Sines

Zé LG, 19.02.13

Nuno Mascarenhas foi confirmado pela Comissão Política Concelhia de Sines do PS como candidato à Câmara Municipal de Sines nas próximas eleições autárquicas.

Natural de Sines, o candidato, 45 anos, licenciado em economia, exerce funções de chefe de divisão da Administração do Porto de Sines.
É atualmente vereador da Câmara Municipal de Sines, cargo que desempenhou nos mandatos 1998-2001 e 2005-2009.
Nuno Mascarenhas é o único candidato conhecido, até hoje, à presidência da Câmara de Sines nas eleições deste ano.

Politicamente incorrecto

Zé LG, 19.02.13

Nestes tempos em que cai bem o populismo de dizer mal da política e dos políticos, permitam-me fazer aqui algumas reflexões contra a corrente.

Embora ache que muitos políticos têm contribuído muito, pela sua acção, para o descrédito da política e dos políticos, considero que ainda existem muitos políticos que exercem as suas funções com dedicação, preocupando-se apenas em servir as populações e gerir a coisa pública da melhor forma que conseguem. Não me parece, por isso, que a melhor forma de recuperar a política como forma de servir as comunidades seja metendo todos no mesmo saco.

Embora ache que devem ser criadas condições para impedir que alguns políticos se perpetuem nos seus lugares, não simpatizo com a lei que proíbe alguns de se recandidatarem depois de três mandatos consecutivos. Preferia que fossem afastados os corruptos e que enriqueceram depois da sua entrada na política. Bastava que tivessem de justificar como enriqueceram. Não me parece que afastando alguns, que exerceram “sem mácula” as suas funções, apenas porque o fizeram por demasiado tempo, e permitindo que outros, que têm como principal intenção servirem-se das funções para que foram eleitos em seu benefício, “amanhando-se” o mais depressa que conseguem, continuem, seja uma boa forma de recuperar a política como actividade digna e que deve ser dignificada.

Julgo que as medidas administrativas para se alcançar qualquer objectivo deviam ser tomadas pela positiva – igualdade de género, por exemplo – e não pela negativa – limitação de mandatos, por exemplo.

Mais de 30 candidaturas "sem partido", em preparação de Bragança a Faro

Zé LG, 16.02.13
Este mapa, publicado na edição desta semana da Visão, peca por defeito. No Baixo Alentejo, não são referidas candidaturas independentes em Alandroal (a actual maioria), Alcácer do Sal, Grândola (duas) e Sines (a actual maioria). Assim sendo e extrapolando para todo o país, é de prever que o número de candidaturas independentes cresça significativamente este ano. E não será maior devido às maiores dificuldades que a legislação (feita pelos partidos) coloca à apresentação de candidaturas independentes do que às dos partidos.