Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Caravana automóvel em defesa das freguesias

Amanhã realiza-se uma caravana automóvel, pelo concelho de Beja, em defesa das freguesias.

S.Brissos, Trigaches, Mombeja, Santa Vitória, Mina da Juliana, Albernoa, Trindade, Salvada e Quintos este é o percurso de uma caravana automóvel em defesa das freguesias marcada para o próximo domingo, a partir das 10.00 horas.

Sandra Margarida, presidente da Junta de Freguesia de Albernoa e uma das dinamizadoras da caravana, afirma que este não é um “assunto arrumado” e o facto da lei já ter sido promulgada dá ainda mais motivos para protestar, acrescentando que os protestos não vão parar e já está a ser pensada uma iniciativa para a cidade de Beja.

No caso do concelho de Beja aquilo que a nova lei prevê é que o número de freguesias passe de 18 para 12. Na cidade em vez das 4 freguesias existentes, passam a ser somente duas, devido à agregação de Santiago Maior com São João Baptista e Salvador com Santa Maria da Feira. Relativamente às freguesias rurais a ideia é criar as Uniões de Freguesias de Trigaches e São Brissos, Salvada e Quintos, Albernoa e Trindade, Santa Vitória e Mombeja.

CRISES NÃO PAGAM DÍVIDAS - 1.º Encontro Nacional da Iniciativa por Uma Auditoria Cidadã à Dívida Pública

No dia 20 de Outubro, a Comissão de Auditoria decidiu realizar um Encontro Nacional do nosso movimento. Após um ano de trabalho, queremos apresentar contas do trabalho feito e submeter à discussão do movimento as orientações e projetos para o trabalho futuro. 
Para isso, apelamos à participação no Encontro Nacional de apoiantes da Iniciativa para a Auditoria Cidadã à Dívida Pública que se realizará no dia 19 de Janeiro de 2013, das 10 às 18 horas, no Instituto Franco Português em Lisboa (Rua Luís Bívar nº 91). A participação é livre, sujeita apenas a inscrição prévia no site: http://auditoriacidada.info/node/430
O Encontro debaterá o trabalho efetuado e em curso e tomará decisões relativamente à atividade e à reorganização dos órgãos de coordenação do movimento. 
Apesar das dificuldades e obstáculos do percurso, continuamos motivados e acreditamos na importância deste movimento cívico de afirmação cidadã e de intervenção na vida nacional.
A grave situação do país não dispensa o nosso trabalho, antes o torna mais premente e exigente. O sufoco da generalidade dos cidadãos, provocado pela política de austeridade aumenta a nossa obrigação de contribuir para a identificação das causas e das responsabilidades políticas do endividamento, assim como dos caminhos que nos podem libertar da armadilha da dívida. 
É indispensável juntar novas forças, energias e capacidades, recolher mais dados e informações e passar a outro nível de execução do trabalho. Para isso servirá o Encontro Nacional.

“Pulido Valente procurou problemas onde não havia necessidade”

Luís D’Argent, presidente da Distrital de Beja do CDS-PP, disse, em entrevista à Voz da Planície, que “o mandato de Jorge Pulido Valente tem sido decepcionante para a maioria dos bejenses, fruto das expectativas depositadas e da crise que se está a atravessar”.

Luís D’Argent frisou também, que “Jorge Pulido Valente foi à procura de problemas onde não havia necessidade” e deu como exemplo a “ExpoBeja”, afirmando que houve “má gestão da autarquia e falta de diálogo”.

O presidente da Distrital de Beja do CDS-PP deu outro exemplo, reportando-se às “obras a que a cidade tem sido sujeita, neste e no mandato do Executivo anterior”, advertindo para o facto, das mesmas “serem sempre demoradas, pouco eficientes, geradores de constrangimentos para população, comerciantes e empresários e de darem uma má imagem a quem nos visita”.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

  • Anónimo

    Se são carneirinhos ou não como V.a Ex.a defende, ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds