Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Trabalhadores da RTS protestam contra ordenados e subsídios em atraso

Os trabalhadores da empresa RTS concentraram-se esta manhã junto às instalações de Évora da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT).

Em causa, segundo o coordenador da União de Sindicatos, Valter Lóios, está o atraso no pagamento de salários e subsídios.

“Os trabalhadores da RTS, de Montemor-o-Novo, a ex-Prédiana de Évora, têm dois meses de salários em atraso e os subsídios de Natal e de férias em atraso”, adiantou à DianaFm o sindicalista.

Valter Lóios explicou que os operários “deslocaram-se à ACT para reivindicar desta instâncias o desenvolvimento todos os mecanismos para obrigar o patrão da empresa a não estar com esta ilegalidade de ordenados em atraso”.

A empresa RTS, com unidades em Montemor-o-Novo e Beja, pertence ao empresário João Paulo Ramôa, ex-governador-civil de Beja e recém-nomeado coordenador do Aeroporto de Beja.

Os trabalhadores não foram hoje recebidos pela ACT, tendo sido marcada para amanhã uma reunião entre trabalhadores e a entidade.

João Rocha anunciou ontem a suspensão do mandato da Câmara de Serpa

“É chegada a hora de vos informar que vou propor a suspensão do meu mandato na Câmara Municipal, é tempo de fechar um ciclo”, foi assim que João Rocha se dirigiu ontem em Serpa aos mais de 500 participantes num almoço convívio da CDU realizado naquela cidade.

O autarca, que desde dezembro de 1979 presidia ao município de Serpa, alegou motivos particulares para esta suspensão do mandato, recordou na sua intervenção o trabalho desenvolvido pelas várias equipas que coordenou, agradecendo de maneira particular aos trabalhadores da autarquia, que segundo este, sempre estiveram com ele. João Rocha afirmou que “sai com o sentimento de dever cumprido”, que “fez sempre o melhor que podia” e que “sai tranquilo na certeza que à frente dos destinos do município de Serpa vai continuar uma equipa que vai garantir a continuação das políticas traçada”.


Leia a entrevista que João Rocha deu, em 28/10/2012, ao Diário do Alentejo, de onde retirei a fotografia.


Começa, assim, a confirmar-se o que aqui alvitrei. Confirma-se uma primeira saída, falta ver o que vai acontecer a seguir.

Ministra da Agricultura inaugura, hoje, lagar em Serpa

A Ministra da Agricultura participa, hoje, no encontro anual e inauguração do lagar da Herdade Maria da Guarda, propriedade da Casa Agrícola Cortez de Lobão, situada no concelho de Serpa. Assunção Cristas vai falar sobre os “Incentivos do Governo no investimento agrícola”. O projecto agrícola, orçado em 14 milhões de euros, fica agora concluído com a criação do lagar.

Alqueva com investimentos de €3,2 mil milhões

O investimento do Estado ascende a €2,5 mil milhões e os privados já investiram perto de €700 milhões. Os agricultores são responsáveis por €500 milhões e a EDP por quase €200 milhões. Já foram criados 2000 empregos diretos.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/alqueva-com-investimentos-de-836432-mil-mihoes=f754843#ixzz27oKXlcPM

 

Comentários recentes

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

  • Anónimo

    Se são carneirinhos ou não como V.a Ex.a defende, ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds