Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Até onde vamos aguentar isto?

O primeiro-ministro Passos Coelho resolveu presentear-nos, uma hora antes do início do jogo Luxemburgo - Portugal, com mais um conjunto de medidas de austeridade, apresentadas como pretendendo criar alguma equidade nos sacrifícios a fazer pelos portugueses. O que levou alguns a referirem, certeiramente, que a "equidade" de Passos Coelho significa roubar aos pobres para dar aos ricos.

Para além disso, estas medidas significam também uma clara afronta à Constituição, ao Tribunal Constitucional e, até, ao Presidente da República, o que mostra como esta gente respeita a legislação, incluindo a lei-mãe, e as instituições: se estas dão cobertura às maldades que fazem contra o Povo enchem a boca com elas; se, pelo contrário, impedem ou dificuldam que façam essas maldades, logo se apressam a propor a sua alteração ou extinção.

O que lhes importa é prestarem bons serviços aos seus donos, sejam eles quem forem.

É caso para perguntarmos: até quando vamos aguentar isto, que destruam o que levou tanto tempo a conquistar?

Comentários recentes

  • Anónimo

    Com certeza que não tem visto no blog o que tem si...

  • Anónimo

    A minha cidade é uma comédia, toda gente sabe o qu...

  • Anónimo

    Isso mesmo.Acertou em cheio.

  • Anónimo

    Realmente seria muito melhor para os boys do PS um...

  • Anónimo

    Nunca toma posição, quero dizer.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds