Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Doença de TARGARDT (degeneração da mácula)

Vivo nos arredores de Lisboa e sou pai de uma menina, agora com 7 anos, que é portadora da doença de TARGARDT (degeneração da mácula), o que faz com que perca a visão central, doença essa que é actualmente incurável, mesmo no estrangeiro.

Como não é fácil obter informações a nível nacional, resta-me a Internet para adquirir um conhecimento mais profundo que me ajude a lidar com esta doença, pois mesmo em Lisboa a única ajuda que me foi facultada foi de uma associação (mais concretamente a Associação de Retinopatias de Portugal), associação essa que também padece do problema de falta de apoio, pois é uma entidade privada.
O grande objectivo deste mail é tentar arranjar maneira de contactar pessoalmente, familiares ou amigos de pessoas que sofram da mesma ou semelhante doença, para fazer um rastreio, com um único pensamento: Difundir e trocar informações acerca desta doença. POR FAVOR divulguem este mail pelos vossos contactos e/ou se tiverem conhecimento pessoal de um caso semelhante, agradecia que me contactassem:
Rui Gonçalves - rgoncalves@creditoagricola.pt
P.F., não ignorem a mensagem. Ler e reencaminhar não custa nada.
Obrigado.


O grande objectivo deste mail é tentar arranjar maneira de contactar pessoalmente, familiares ou amigos de pessoas que sofram da mesma ou semelhante doença - degeneração da mácula.

600 querem fixar-se nas "Aldeias Ribeirinhas do Grande Lago Alqueva"

Quase 600 candidatos apresentaram os seus currículos para o projecto da EDIA, "Aldeias Ribeirinhas do Grande Lago Alqueva", que visa, durante nove meses, fixar 15 licenciados e mestres em cinco aldeias ribeirinhas do Alqueva para procurarem soluções para dinamizar a economia das localidades e as potencialidades criadas pela albufeira, deverá arrancar no próximo mês de Setembro, mas está dependente da aprovação da candidatura a apresentar ao IEFP.

Finalmente!

A Câmara Municipal de Beja inicia hoje as obras de beneficiação do pavilhão do pescado, no Mercado Municipal, adjudicadas por cerca de 100 mil euros e um prazo de conclusão de 75 dias.
A autarquia revela que a obra “vai permitir corrigir uma situação de segurança física e alimentar, dotando o espaço de mais qualidade, permitindo assim aos comerciantes prestar um melhor serviço”.

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    Regional de Saúde Mental do Alentejo? Não há.

  • Anónimo

    Planos? Há muitos!

  • Ana Matos Pires

    É pá, como é que nunca nos tinha ocorrido isso? Ob...

  • Anónimo

    Ja viram a capa do Correio do Alentejo desta seman...

  • Anónimo

    o Cocas tambem tem direito á vida.Ficam as restant...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds