Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Transferência” de trabalhador gera polémica entre a Câmara de Beja e a Voz da Planície

A transferência de José António Lameira - funcionário da autarquia bejense, desenhador de profissão, que nos últimos anos desempenhou funções na organização da Vinipax -, para a guarda do parque de estacionamento subterrâneo da avenida Miguel Fernandes, surpreendeu o próprio e muitos dos funcionários que vêem esta medida como uma represália, afirma a Voz da Planície.

João Pedro Caeiro, presidente da Concelhia de Beja do PSD, considera “estranha” toda esta situação que carece de mais explicações por parte da autarquia, considerando que a polivalência que o município de Beja está aplicar a alguns trabalhadores é um “atentado à sua dignidade profissional”.

“A Câmara Municipal de Beja repudia frontalmente a notícia avançada pela vossa rádio relativamente à situação do funcionário em causa”, que “apenas desempenhou funções nesse serviço por 4 dias e com o acordo do mesmo, sendo essa uma situação unicamente temporária” e “normal em período de férias de verão e que se verifica um pouco por todos os serviços” e ameaçou que, “Caso não haja um desmentido/rectificação/retirar da notícia vai esta autarquia avançar com uma queixa à ERC e às instâncias competentes”.

"Má Despesa Pública"

Uma conta de telemóvel de 765 mil euros em apenas dois anos,

assinaturas do Finantial Times no valor de 15 mil euros:

tudo facturas do Banco de Portugal.

Fora uma escultura para Oeiras

de mais de um milhão de euros.

Entre os exemplos encontra-se ainda

o caso do município de Beja, onde em 2010 os salários da Assembleia Distrital estiveram em causa. Ainda assim, em 2011 investiu perto de 75 mil euros no Festival do Amor.

Exemplos no Má Despesa Pública que saíram do online para o papel e que continuam a ser desvendados no blogue que deu origem ao livro.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Palavras para quê? É o PS no seu melhor nas instit...

  • Anónimo

    Factos são factos. Palavras para quê??!

  • Anónimo

    "os filhos da casa" vão resolver o assunto!...o qu...

  • Anónimo

    Deixo aqui um post que retirei do Facebook, de um ...

  • Anónimo

    Não concordo. Como bem diz, dada a manifesta incap...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds