Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Trulé soma e segue: Já conquistou 10 prémios internacionais!

Trulé - Investigação de Formas Animadas, acaba de receber o seu 10º prémio internacional!
Manuel Dias e a sua companhia estão de regresso da cidade chinesa - Chengdu – onde participaram no Festival Internacional que a UNIMA organiza de 4 em 4 anos.
E desta vez, o TRULÉ arrecadou o prémio “ Excellent visual effects” do 21º UNIMA CONGRESS & WORLD PUPPETRY FESTIVAL.
Esta é a primeira vez que Portugal alcança um prémio atribuído pela UNIMA.
E o TRULÉ confessa-se “orgulhoso por esta importante distinção”.

Dores Correia

Congresso extraordinário da ANMP para debater Poder Local democrático

O Conselho Geral da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) aprovou por maioria qualificada a realização de um congresso extraordinário para debater o Poder Local democrático em Portugal.
Realizou-se no passado dia 31 de Maio uma reunião do Conselho Geral da ANMP, com o intuito de analisar os resultados das diligências efectuadas pelo Conselho Directivo desta associação junto do Governo e das quais resultou uma proposta de memorando de acordo que foi colocado à apreciação dos presentes.
A proposta apresentada mereceu fortes críticas de grande parte dos presentes, na medida em que a mesma reafirma o ataque desenvolvido pelo Governo contra a autonomia política, administrativa e financeira do Poder Local democrático e impõe, no quadro das propostas apresentadas, um conjunto de medidas que a serem levadas a efeito condicionam a actividade das autarquias locais.

A proposta de aprovação do acordo entre a direcção da ANMP e o Governo recolheu dos 49 conselheiros presentes – dos 74 que compõem o Conselho Geral – 23 votos a favor, 10 contra e 16 abstenções, sendo por isso uma aprovação não qualificada já que os votos contra e as abstenções foram superiores aos votos favoráveis.

Ler toda a notícia em: http://www.alentejopopular.pt/noticias.asp?id=8007

Para quê e porquê?

O Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) - Margarida Silveira, presidente, José Gaspar e Horácio Feiteiro, vogais, Emília Duro, Directora Clínica e João Guerreiro, Enfermeiro Chefe -, toma, formalmente, posse amanhã, às 14h00, no Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja. O acto é presidido pelo Secretário de Estado da Saúde Manuel Teixeira.

 

Para quê a formalização de um acto que já decorreu há algum tempo e porquê agora? É só para isso que se desloca a Beja o Secretário de Estado da Saúde?

"OS INTELETUAIS DO MEU PAÍS"

Elogiar a Lusofonia é politicamente correto. Fá-lo qualquer inteletual português de forma automática. Delira em dissertações sobre o Português em Timor Leste. Medita sobre a sobrevivência de vocábulos e apelidos portugueses na Malásia (Malaca). Estremece com a referência a goeses que ainda sabem algo da língua de Camões. Ainda se deleitará com placas toponímicas com apelidos portugueses no Sri Lanka ( Ceilão )
Se tiver alguma coragem, referirá as afinidades entre o Português e o Galego. Se não falar duma língua única com dois dialetos, falará duma origem comum ou duma alma comum. Mas... nada de confusões políticas. A Galiza tem de ser tratada sem compromissos!
Poderá referir ruas de cidades dos Estados Unidos ou da Inglaterra onde se fala algum Português. Ou de vestígios de lusismos no Uruguay. Fica tão bem a um homem de cultura, consagrado, falar destas coisas!! Afinal, ele não é uma pessoas qualquer. É a elite moderna de Portugal, aberto, europeu, obediente a regras internacionais, algo crítica (talvez) em relação aos mercados desregulados que estão a destruir o mundo e até uma determinada ideia de Europa, mas... sem tocar em assuntos mais polémicos! Fica mal. Uma elite assim é assética. Gosta de receber prémios... ou de ler opiniões em que se diz que, se ainda os não recebeu, esse dia chegará!
Enchem-se páginas de fino recorte literário, como soe dizer-se, com dissertações sobre palavras soltas, almas, recordações lusitanas um pouco por toda a parte. Bonito, tudo isto. É História! É "chique"! Fica mesmo bem!! É uma cultura que "já deu quase tudo o que tinha a dar" (passe a vulgaridade), e que importa realçar. Afinal, ela até tem aspetos interessantes. E há uns prémios. Nacionais e Internacionais. São tantos e para tantos gostos...
Mas, por favor, não se fale de Olivença. Muito menos da recuperação, por locais (e logo uma Associação!!!), de valores culturais e linguísticos (caso de 73 topónimos) portugueses para "aquelas bandas"!  Desfaçatez suprema! Ao fim de duzentos anos, tal tipo de eventos assusta! Como é possível ressurgir uma cultura que foi duzentos anos reprimida? E, como se duma provocação se tratasse...  de cultura portuguesa e alentejana? Que heresia!
Ainda se fossem algumas palavras em Ormuz, ou nas Ilhas Hawai, ou entre holandeses descendentes de portugueses. Em Olivença? 
As elites não gostam de surpresas destas. Calam. Silenciam. Para que ninguém saiba.
Elites, isto? Não, não são. Pensam que são. Como dizia Zeca Afonso, "os eunucos devoram-se a si mesmos".
Grande Zeca, como tenho saudades tuas!!!
Estremoz, 31 de Maio de 2012
Carlos Eduardo da Cruz Luna

 

Recebido por e-mail.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tens toda a razão. Já cá faltava a patetice da com...

  • Anónimo

    Vote no PAN.

  • Anónimo

    Já cá faltava a patetice da habitual comparação co...

  • Anónimo

    alguém pode dizer onde é este lugar?

  • Anónimo

    Concordo a 1000% com M. Frade.Pode-se, rádios, jor...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds