Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Centenas de pessoas manifestaram-se em apoio ao Museu Regional de Beja

Como alvitrei aqui, realizou-se esta tarde uma Manifestação de Apoio ao Museu Regional de Beja, que reuniu centenas de pessoas.

O Manifesto subscrito por cerca de 60 individualidades tem sido muito procurado por outras pessoas interessadas em subscrevê-lo, tendo sido já largamente ultrapassado aquele número.

É importante para Beja que tanta gente se mobilize para apoiar este importante património da (e para a) Cidade e da Região.

Esperemos que as autoridades responsáveis sejam capazes de interpretar estes sinais e intervenham a tempo de evitar o encerramento do Museu, mais que não seja, pelo impacto depressivo que a situação provoca.

Pedro Janeiro, de Vidigueira, premiado como melhor aluno da UTL em 2011

Pedro Janeiro foi distinguido pela Universidade Técnica de Lisboa (UTL) com o primeiro prémio Santander Totta para melhor aluno em 2011, que contou com a participação de 19 dos melhores alunos das sete faculdades desta universidade.
"Após vários anos de esforço e dedicação, tentando conciliar a vida profissional e pessoal com as obrigações académicas, fiquei muito satisfeito com os resultados alcançados e especialmente por honrar o Alentejo, uma vez que fui o único aluno natural desta região a estar em competição este ano", afirma ao "CA" Pedro Janeiro. Nascido na Vidigueira há 27 anos, Pedro Janeiro estudou no Liceu Diogo de Gouveia, em Beja, seguindo depois para Lisboa, onde se licenciou em Economia e fez duas pós-graduações e dois mestrados na área das Ciências Económicas e Empresariais, pelo ISEG/UTL.

"compromisso assumido pelo Primeiro-Ministro em relação a Alqueva representa a maior realização da 29ª Ovibeja”

O Primeiro-Ministro assumiu, na 29ª edição da Ovibeja, o compromisso do Governo em concluir as obras do Alqueva em 2015, justificando que o projecto é "essencial" para promover o regadio e outras actividades "essenciais à recuperação económica" do Alentejo e do País.

O Primeiro-Ministro adiantou que "a afectação dos recursos necessários à conclusão das obras, quer por via do POVT [Programa Operacional Valorização do Território], quer por via do PRODER [Programa de Desenvolvimento Rural], está assegurada".

Pedro Passos Coelho sublinhou que “independentemente de virmos ou não a conseguir, com a reprogramação estratégica, encontrar forma de os fundos de coesão poderem vir a ser drenados para esta obra tão importante, a verdade é que ela está assegurada e por isso conseguiremos levar a água de Alqueva a mais utilizadores, quer através da extensão da rede secundária, quer através de contratos de abastecimento com outras entidades que garantam também receitas próprias que possam ser reinvestidas no projecto.

Passos Coelho assegurou assim a conclusão das obras de Alqueva para 2015. E justificou: “devido à situação económica e financeira do país, o Governo teve de fazer a reprogramação do investimento do Alqueva" e, "por essa razão, em vez de o próximo ano ser o ano de referência para a conclusão das obras, esse ano está referenciado para 2015".

Pedro Passos Coelho disse que o Governo está "convencido" de que o Alqueva "será bem-sucedido e é determinante" para que as culturas de regadio possam "progredir, como tem vindo a acontecer", mas também possam ter "uma expansão ainda mais favorável".

Também a Ministra da Agricultura, Assunção Cristas assegurou que Alqueva vai ficar concluído em 2015. “Está feito o plano de investimento. Foi aprovado pelo governo. O mais importante agora é que, a partir deste momento, possam ser lançados os concursos para que não haja interrupção das obras”, disse.

Manuel de Castro e Brito, presidente da ACOS – Agricultores do Sul, entidade organizadora da Ovibeja, regozija-se com o compromisso deixado pelo Governo, nomeadamente pelo Primeiro-Ministro, para conclusão das obras de Alqueva até 2015. E frisou que este compromisso “resulta de muito trabalho desenvolvido pela ACOS, pelos agricultores e também pela sociedade civil. O compromisso assumido pelo Primeiro-Ministro em relação a Alqueva representa a maior realização da 29ª edição da Ovibeja”, disse.

Conferência Internacional "USUS 2012 - Turismo & Inovação" começa hoje na ESEBeja

A Conferência Internacional "USUS 2012 - Turismo & Inovação" pretende assinalar o término do período de instalação do Observatório de Turismo do Alentejo, um projecto de parceria que tem como promotor principal a Entidade Regional de Turismo do Alentejo, o Instituto Politécnico de Beja e de Portalegre, a Universidade de Évora, assim como os Núcleos Empresariais desta ampla região geográfica.

A partilha de experiências é o objectivo principal deste evento, seja ao nível dos observatórios de turismo, ou relativamente a projectos inovadores nas áreas do ambiente, alojamento, eventos e outros, em Portugal e no exterior.

 

Veja PROGRAMA e toda a informação em: https://www.ipbeja.pt/eventos/usus2012/paginas/default.aspx

Comentários recentes

  • Munhoz Frade

    O que repetidamente entre nós se assiste é sintoma...

  • Anónimo

    Mas é que não tenhas a minima dúvida.Está tudo pre...

  • Anónimo

    Isso ainda também se esfuma...

  • Anónimo

    Diz-se que o Dr. Frade anda calado porque prepara ...

  • Anónimo

    Abra-se a maternidade com pediatria no regime priv...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds