Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Trabalhadores com salários em atraso na Metalomecânica Projectos Industriais

Os 45 trabalhadores da empresa Metalomecânica Projectos Industriais (MPI, ex-MPG)), de Beja, estão com dois meses de salários e o subsídio de Natal em atraso e "alguns" já passam "dificuldades", denuncia publicamente o SITE/SUL.
O administrador reuniu com os trabalhadores, mas, "em vez de apresentar soluções para o problema", disse que a empresa "não sabe" quando poderá pagar os salários e o subsídio em atraso, pelo que os trabalhadores decidiram reunir em plenário na próxima segunda-feira, 6, para analisar a situação e tomar decisões.

Pedro Mota Soares em Beja

O ministro da Solidariedade e da Segurança Social desloca-se hoje a Beja, para participar, às 17.30 horas,  na cerimónia de inauguração da nova sede da Cáritas Diocesana, na Casa D. José do Patrocínio Dias, onde “vão ser mantidas as mesmas respostas sociais e implementado um novo serviço”, segundo Teresa Chaves, presidente daquela instituição, que disse que “nos últimos tempos a Cáritas Diocesana de Beja tem recebido cada vez mais pedidos de apoio de pessoas, pertencentes à classe média, que não têm disponibilidade financeira para pagar a prestação do empréstimo à habitação”.

Choque em cadeia no tarifário das carreiras urbanas de Beja

A Câmara de Beja aprovou ontem o novo sistema de tarifário das carreiras urbanas. As novas tarifas chegam a ter aumentos de 50%! Estes aumentos são justificados pela descida dos subsídios do IMTT- Instituto de Mobilidade e Transportes Terrestres, que vai reduzir a comparticipação a transferir para a Câmara dos 50% para os 25%.

O presidente da Câmara diz que a autarquia não tem hipótese de suportar a redução da comparticipação pelo que os custos recairão sobre os utilizadores. Os vereadores da CDU votaram contra a proposta.

"Se encontrar uma saída, transmito-a a todos os avós"

«Concluí que a minha filha desempregada e o meu filho dentista com falta de clientes (ambos divorciados) têm de intentar acções judiciais contra mim, para eu ser CONDENADO a pagar "alimentos" (no sentido legal do termo) aos meus netos. Porque, com uma sentença judicial, eu posso descontar essas despesas no IRS e, se ajudar voluntariamente, não posso.
Se encontrar uma saída, transmito-a a todos os avós.»
Juiz-Conselheiro (Jubilado) Mário Araújo Ribeiro
Recebido por e-mail.

Odemira e Ourique com Alfa Pendular a partir de hoje...

Odemira e Ourique contam a partir de hoje com a paragem do comboio Alfa Pendular nas estações de Santa Clara/Sabóia e Funcheira, num período experimental de três meses, que, em caso de sucesso, vai passar a ser regular.
“A paragem do Alfa Pendular permite não só reforçar os serviços actuais, mas também uma maior abrangência de destinos dos munícipes dos concelhos de Odemira e Ourique a outras zonas do país, com partida diária de Faro às 7.00h, chegada a Lisboa-Entrecampos às 9.57h e ao Porto-Campanhã às 12.44h”, avançou, igualmente, Pedro do Carmo, presidente da Câmara de Ourique.
As Câmaras de Odemira e Ourique defendem que esta “é uma solução que serve muito melhor a população e terá muita procura” e pretendem que esta decisão “não seja temporária e que inclua também uma paragem no sentido Norte-Sul, no último comboio Alfa Pendular do dia.”

“Com a Direita no Governo, o Baixo Alentejo só tem uma mudança: a marcha atrás”

A Senhora Ministra da Agricultura, há uns meses atrás, teve a brilhante ideia de propor que os agricultores ribatejanos ensinassem os agricultores alentejanos nas tarefas da lavoura. Passado poucos meses, talvez fosse melhor pedir a um alentejano, daqueles que já foi Ministro da Agricultura, que ensine a senhora nas suas tarefas, porque a Senhora Ministra não faz a mínima ideia do que é a lavoura nem como governá-la.
Onde está o Moedas, o todo poderoso Secretário de Estado que ia pôr o Baixo Alentejo no Mapa? Não era suposto termos finalmente alguém a defender os interesses do Baixo Alentejo?
Fica a prova, mais uma vez, que com a Direita no Governo, o Baixo Alentejo só tem uma mudança: a marcha atrás.

Comentário de jr, deixado aqui, a 31 de Janeiro de 2012 às 20:49

“Lá fora há um sossego como se nada existisse” em Alqueva

Para os empresários envolvidos neste projecto, a certificação “Starlight” “é um orgulho”. Dizem que “espelha o enorme esforço de um grupo de pessoas unidas pelo imaginário e pelo sonho”.
“Como o nome inglês indica, é uma reserva de céu escuro e o nosso objectivo é criar um produto turístico em torno da observação do céu que não passe apenas por actividades ligadas à astronomia”, esclarece Apolónia Rodrigues, presidente da Genuineland – Rede de Turismo de Aldeia do Alentejo.
O projecto “Dark Sky” alterou a forma habitual de fazer turismo neste espaço rural. Os horários mudaram e, com eles, a rotina. A noite deixou de ser apenas para dormir, mas, como disse Caeiro, “lá fora há um sossego como se nada existisse”.

Pág. 11/11

Comentários recentes

  • Anónimo

    Exactamente!

  • Anónimo

    Um bom exemplo! Que aliás deveria ser replicado co...

  • Anónimo

    Zobaida disse aqui e muito bem, que depois de algu...

  • Anónimo

    Os meus parabéns a Rui Raposo e colaboradores. Jov...

  • João Espinho

    As duas formas estão correctas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds