Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Produtores de Arroz querem impedir venda de Centro de Secagem de Alcácer do Sal

A Associação de Agricultores do distrito de Setúbal e os pequenos e médios produtores de arroz foram surpreendidos pela interrupção de um acordo com o Governo, em vigor desde 2002, para a cedência do centro de secagem da ex- EPAC em Alcácer do Sal.

Sem que nada o fizesse prever, o atual Governo anunciou a venda em hasta pública do centro de secagem, interrompendo o processo de cedência das instalações da Ex-EPAC aos atuais utilizadores.
Avelino Antunes, da Associação de Agricultores do Distrito de Setúbal está contra uma decisão que vai penalizar cerca de 100 produtores de arroz, que vivem a braços com os elevados preços praticados no setor, acusa a APARROZ - Agrupamento de Produtores de Arroz do Vale do Sado de despoletar esta situação e adianta que, caso, o Governo não cancele a hasta pública, além dos recursos judiciais, vão avançar com vários protestos.

Morreu o Senhor Carapinha

Vítima de um aparatoso desastre de viação, no entroncamento do Cemitério de Beja, faleceu há uma semana o Senhor António Francisco Carapinha, de 85 anos.

Tive o privilégio de nos tornarmos amigos, em resultado de um relacionamento que estabelecemos a propósito do, talvez, seu último sonho não realizado - a criação de um Museu Agrícola em Beja, com base na sua colecção de máquinas agrícolas. Aprendi a respeitá-lo por aquilo que era enquanto pessoa - um Homem bom - e pela sua rica história de vida (dava um bom livro ou filme).

Foi, por isso, com consternação, que soube, esta semana, que foi a vítima mortal de um acidente de viação, que há precisamente uma semana me impediu de sair de Beja, em direcção à rotunda da Força Aérea.

À família enlutada apresento as minhas sentidas condolências.

Alvito acolhe 2º Encontro de Escolas de Futebol / Petizes

No âmbito do projeto Joga à Bola, desenvolvido pela Associação de Futebol de Évora, a Câmara Municipal de Alvito, o Grupo Desportivo Cultural de Alvito e o Sporting Clube de Viana do Alentejo, pelo segundo ano consecutivo, promovem um Encontro de Escolas de Futebol – escalão Petizes - no Estádio Municipal de Alvito, hoje, a partir das 14h00.

TSF encerra a sua delegação no Alentejo "E nós cidadãos conformamo-nos com esta endogamia a que nos condenam?"

A direcção da TSF informou que vai extinguir a delegação da rádio em Évora e o seu Jornalista Carlos Júlio vai ser alvo de despedimento. Apesar de tímidas, já começaram a surgir algumas reacções, de que deixo aqui estes trechos:
 
O encerramento da TSF significa que é menos um órgão da Comunicação Social que fala ao país do que aqui se passa. Das nossas dificuldades, das nossas pequenas e grandes misérias, do que se faz bem, do que se inova, do que acontece.
E por isso me questiono:
Não importa aos dirigentes políticos de todos os partidos que o país nos ignore? Como poderão eles ter peso político se não tiverem como falar ao país, como dar a conhecer a sua acção, se estiverem aperreados pela boa vontade das máquinas das suas sedes nacionais?
Não importa aos autarcas desta terra que a sua cidade e a sua região sejam apagados do mapa noticioso pela borracha de uma qualquer racionalização de custos, que até é mal explicada?
E nós cidadãos conformamo-nos com esta endogamia a que nos condenam?
Maria Helena Figueiredo - jurista (Évora)
 
Há momentos em que temos que estar todos unidos, coesos, sem partidarites ou divisionismos na defesa imperiosa e urgente da nossa diferença e da nossa singularidade.
Perder a Delegação da TSF no Alentejo simboliza muito mais do que esse mero acto formal de colocar um carimbo de encerrado numa qualquer porta mais ou menos sombreada; perder a Delegação da TSF no Alentejo é perder uma das nossas vozes, perder um dos nossos símbolos, uma das nossas referências.
E o Alentejo não pode, não pode mesmo, perder as suas vozes.
ANTÓNIO CEIA DA SILVA - Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo (texto de opinião enviado para publicação na imprensa regional)
 
 
Não só por isto, mas também, como escreveu Ceia da Silva, porque "Carlos Júlio, exemplo de um jornalismo sério, de carácter e tantas vezes associado ao símbolo azul da TSF, constitui uma das vozes, muitas vezes critica mas referenciadora, que projectou o nosso Alentejo" é importante que todos os que têm responsabilidades - políticas, institucionais, associativas, empresariais, na comunicação social - tomem posição sobre mais este acto de empobrecimento e isolamento do Alentejo. Bem sei que a TSF é uma empresa privada, mas também estas devem desempenhar uma função social, pelo que não me parece que seja com medidas destas que vai resolver os problemas com que se debate.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tristeza de comentário!

  • Anónimo

    Vamos lá ver como é que os nossos políticos e afin...

  • Anónimo

    Fartura de partidos! Tudo quanto é demais não pres...

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds