Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Fico chocada com a ausência de visão para Beja”

Zé LG, 27.01.12

Marta Mestre,
32 anos, natural de Beja
Cursou História de Arte, na Universidade Nova de Lisboa e, mais tarde, especializou-se em Cultura e Comunicação/Museologia com um mestrado “Fico chocada com a ausência de visão para Beja”na Université d’Avignon et des Pays de Vaucluse, em França. Coordenou, entre 2005 e 2008, o Centro de Artes de Sines, dirigindo a programação do centro de exposições, auditório e serviço educativo. Tem igualmente trabalhado regularmente em projetos culturais e de curadoria, entre os quais “Cinema em Cartaz” (Faro Capital da Cultura, 2005, e Lisboa, 2007); Bienal de São Tomé e Príncipe (São Tomé, 2008); e “Terceira Metade”, para o MAM-Rio.


É portuguesa, e bejense, a atual curadora-assistente do Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro, uma das mais importantes instituições culturais do Brasil. À “cidade maravilhosa” Marta Mestre aportou com o objetivo de organizar uma programação sobre as trocas culturais contemporâneas no Atlântico Sul, e acabou por ser convidada pelo curador do MAM para integrar a sua equipa. “Não hesitei em ficar”, confessa, depois de um ano e meio a acompanhar de perto o trabalho dos artistas brasileiros de hoje, uma produção que rivaliza com o que se faz na Europa e nos EUA, mesmo se ainda há pouco tempo era tida como terceiro-mundista. Um país que atravessa anos de pujança económica, em contraste com o irmão europeu que parece ter já saído “de qualquer desenvolvimento possível”.
Como surgiu esta oportunidade de integrar a equipa do Museu de Arte Moderna desta grande metrópole brasileira?
Cheguei ao Rio de Janeiro com o objetivo de organizar uma programação sobre as trocas culturais contemporâneas no Atlântico Sul. Realizámos no MAM, com o apoio do Ministério da Cultura do Brasil, iniciativas muito interessantes que reuniram pessoas de várias áreas: arte, design, curadoria, economia criativa, antropologia e literatura, etc. Acabei por receber um convite do curador do MAM para integrar a sua equipa e não hesitei em ficar.
Até ao momento, quais têm sido os grandes desafios desta tarefa?
Um dos principais desafios tem sido tomar conhecimento do trabalho dos artistas e instituições culturais brasileiras, que é muito diverso e extremamente rico.
Que época atravessa a criação artística no Brasil, nestes anos de pujança económica?
Nos últimos anos o valor de mercado dos artistas brasileiros duplicou ou mesmo triplicou. Existe uma expetativa muito forte na capacidade de afirmação da economia brasileira que influencia mercado, colecionadores e instituições internacionais a comprar. Aquilo que ainda há bem pouco tempo era visto como uma cultura exótica, periférica ou mesmo de “terceiro mundo” agora rivaliza com os EUA e a Europa.
Que vista tem sobre Portugal e o continente europeu desde a “cidade maravilhosa” e que principais contrastes encontra entre estas duas realidades?
Há coisas que são iguais em todo o lado, seja no Rio de Janeiro, seja em Beja. Há é uma diferença que afastará estas duas realidades para sempre. Nos próximos anos o Brasil vai consolidar-se como a potência económica que já demonstra ser, mesmo que continue a ter um conjunto de índices que afetam o seu desenvolvimento, e é talvez aqui que o seu modelo de desenvolvimento nos seja estranho. Mas se olharmos para a realidade das cidades portuguesas e do País, facilmente percebemos que já saímos de qualquer desenvolvimento possível. Cada vez que vou a Beja fico chocada com a ausência total de uma visão para a cidade.

Carla Ferreira, in Diário do Alentejo, edição da semana passada.

Os combustíveis aumentaram 50%, em Portugal, nos últimos três anos!!!

Zé LG, 26.01.12

O que explica este aumento e porque é que o preço praticado no nosso país é um dos mais altos do mundo?

Transcrevo, a seguir e para ilustrar esta afirmação, uma informação que recebi por e-mail:

 

Os preços dos combustíveis no planeta...
Bélgica - diesel ? 1,222!
França - diesel ? 1,294!
Azerbaijão - Diesel 0,31 euros
Egipto - Diesel 0,14 Euros
Etiópia - Super 0,24 EUR
Bahamas - Diesel 0,25 EUR  será que estes também têm poços de petróleo?
Bolívia - Super 0,25 EUR
Brasil - Diesel 0,54 EUR
China - Normal 0,45 EUR ... e depois os chineses é que têm culpa do excesso de consumo!!!!! ou nós é que também andamos a pagar para estes?
Equador - Normal 0,24 EUR
Gana - Normal 0,09 EUR!!!!!!!
Gronelândia - Super 0,50 Euros
Guiana - Normal 0,67 EUR
Hong Kong - Diesel 0,84 Euros
Índia - Diesel 0,62 EUR
Indonésia - Diesel 0,32 EUR
Iraque - Super 0,60 EUR
Cazaquistão - Diesel 0,44 EUR
Qatar - Super 0,15 Euros
Kuwait - Super 0,18 Euros
Cuba - Normal 0,62 EUR  será que estes também têm poços de petróleo?
Líbia - Diesel 0,08 Euros!!!!!!!
Malásia - Super 0,55 Euros
México - Diesel 0,41 EUR
Moldávia - Normal 0,25 EUR  será que estes também têm poços de petróleo?
Omã - Super mais 0,20 euros
Perú - Diesel 0,22 EUR .   será que estes também têm poços de petróleo?
Filipinas - Diesel 0,69 EUR
Russia - Super 0,64 Euros
Arábia Saudita - Diesel EUR 0,04650 !!!!!!
                          Gasolina 91- 0,08370
África do Sul - Diesel 0,66 EUR será que estes também têm poços de petróleo?
Suazilândia - Super 0,10 ! Euros!!!!! será que estes também têm poços de petróleo?
Síria - Diesel 0,10 Euros!!!!!
Trinidad - Super 0,33 EUR  será que estes também têm poços de petróleo?
Tailândia - Super 0,65 EUR
Tunísia - Diesel0,49 EUR
EUA - Diesel 0,61 Euros
Venezuela - Diesel 0,07 EUR!!!!!
Emiratos Árabes Unidos - Diesel 0,18 Euros
Vietname - Diesel 0,55 EUR
Ucrânia - Diesel 0,51 EUR
Portugal - Diesel? 1,405! (valor desactualizado)
 
É inacreditável, não é?

Eles tomam-nos por idiotas!  E,  NÓS SOMOS MESMO IDIOTAS!
Os países da União Europeia, e os seus Ministros das Finanças, realmente tomam as pessoas por idiotas ...   + IVA TIPP + PIT + ISF + IVA + imposto de consumo sobre a extorsão de diversos e variados ..+ RQP (Raio que os Parta)!!! + ...

Governo fecha Pousada da Juventude de Portalegre

Zé LG, 26.01.12

A Pousada da Juventude de Portalegre é um dos cinco equipamentos que o vai fechar a partir de fevereiro. Em causa, estão as deficientes condições dos edifícios que colocavam em causa a segurança dos utentes e prejudicavam a imagem da rede de pousadas.


Depois do encerramento do único hotel de Portalegre, o Governo fecha também a Pousada da Juventude de cidade. É caso para dizer que “uma desgraça nunca vem só”.

Município de Alandroal aderiu ao projecto "AlterCexa"

Zé LG, 25.01.12

Trata-se de um projecto conjunto de oito entidades portuguesas e espanholas, que resultou numa candidatura ao POCTEP - Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Portugal - Espanha, que, segundo João Grilo, presidente da Câmara Municipal de Alandroal  "na prática, o projecto pretende desenvolver e aplicar um conjunto de medidas que potenciem a utilização das fontes de energia renováveis nas regiões Alentejo e Estremadura espanhola".

Criada Rede de Infra-estruturas Científicas e Tecnológicas de Beja

Zé LG, 25.01.12

O Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) juntamente com o Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), o Centro Operativo e de Tecnologia do Regadio (COTR), o Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Baixo Alentejo e Litoral (CEBAL) e a Lógica - EM assinaram um Protocolo de Entendimento e Colaboração para a criação da Rede de Infra-estruturas Científicas e Tecnológicas de Beja, no âmbito do Sistema Regional de Transferência de Tecnologia, que tem como missão criar e desenvolver uma “estratégia regional de Promoção e Valorização da Investigação e do Desenvolvimento Tecnológico, através da transferência de conhecimento, tecnologia e da geração de empresas e de ideias de negócio inovadoras”.
Os domínios científicos deste projecto são: Agricultura e Tecnologia Alimentar; Água e Ambiente; Biotecnologia; Energias Renováveis; Recursos Geológicos e Mineiros; Turismo, Património e Saúde e Sistemas Computacionais e Criatividade Multimédia.

Câmara de Beja suspende transferências para as Freguesias, contrariando parecer da ANMP

Zé LG, 25.01.12

A Câmara de Beja disse às juntas de freguesia que não podia fazer “pagamentos relativos às verbas do Protocolo de Delegação de Competências, uma vez que, o Orçamento 2012 foi reprovado”. “Informação da ANMP contraria aquela indicação”, diz Sérgio Engana. O presidente da Junta de Freguesia de Salvada, avançou que “pediu parecer à ANAFRE” sobre aquela matéria.
No parecer da ANMP, nº 03/01/2012, do passado dia 12, é referido o seguinte: “Durante o ano 2012 e até aprovação dos novos documentos previsionais para tal ano económico, deve-se continuar a proceder às transferências de verbas para as freguesias, decorrentes de competências delegadas e aos apoios financeiros a outras entidades nos moldes do Orçamento de 2011”.
Sérgio Engana, presidente da Junta de Freguesia de Salvada, mostrou-se “estupefacto” com tal informação e adiantou que “as indicações da autarquia bejense são contrariadas pelo parecer da ANMP evocado”.

Alguma vez tinha de acontecer

Zé LG, 25.01.12

Fui ontem inquirido pelos Serviços do Ministério Público, na qualidade de testemunha, no âmbito dos autos de um processo movido contra desconhecidos, por comentários anónimos considerados difamatórios / injuriosos publicados no Alvitrando.

As questões que me foram colocadas foram: 1 - se é possível identificar os IP dos comentários anónimos; 2 - se é possível indicar o IP do Alvitrando; 3 - se sei ou suspeito de quem terá colocado os comentários alegadamente difamatórios / injuriosos.

Depois de oito anos a alvitrar, esta foi a primeira vez que o Alvitrando foi envolvido num processo judicial. Até aqui, sempre que alguém me transmitiu o seu desagrado por comentários nele publicados, a questão foi resolvida apagando esses comentários. Desta vez tal não aconteceu porque o queixoso optou por recorrer ao Tribunal, sem ter estabelecido qualquer contacto comigo.

CA da ULSBA toma posse amanhã

Zé LG, 24.01.12

Toma posse amanhã, às 10h00, o novo Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), presidido por Margarida Silveira, antiga presidente do Hospital de S. Paulo, em Serpa, que terá como vogais o advogado José Gaspar e o actual director do Departamento de Agrupamentos de Centros de Saúde Horácio Feiteiro e como directora clínica a cirurgiã Emília Duro e enfermeiro chefe João Guerreiro, como o Alvitrando já aqui divulgara.

BE afirma que «a emenda (do Orçamento da Câmara de Beja) foi pior que o soneto”

Zé LG, 24.01.12

“Apesar de se notar uma aproximação aos valores propostos pela oposição no que se refere às verbas a disponibilizar para o orçamento da Assembleia Municipal, no que diz respeito ao participativo, proposto pelo Bloco de Esquerda (BE), o que aparece na folha de Excel apresentada pela Câmara de Beja, não deixa satisfeito o Bloco”, avançou José Pedro Oliveira, que disse ainda, que “no caso do Orçamento Participativo, ou falta alguma coisa ou então a proposta da autarquia bejense não é séria”.

José Pedro Oliveira, disse ainda que “o Executivo camarário não pode fingir que faz uma coisa, para depois não a concretizar” e que “as expectativas criadas no encontro que Jorge Pulido Valente promoveu, no passado dia 17, com os grupos políticos da Assembleia Municipal, morreram na praia”. 

Presidente da Câmara de Beja considera declarações da CDU “completamente absurdas”

Zé LG, 24.01.12

O presidente da Câmara de Beja entende que a posição dos eleitos da CDU vem ”confirmar a má-fé com que a CDU está neste processo”, considerando que as declarações da CDU são “completamente absurdas”. O autarca assegura que na reunião com os grupos com assento na Assembleia Municipal disse aos deputados que o Município iria aplicar nas Juntas de Freguesias “os protocolos com base nos censos de 2011 e não faria a dedução dos 5% de que foi vítima”. Sobre o valor global das transferências Pulido Valente garante que nunca falou em montantes concretos relativos às transferências para as Juntas.
Na opinião do autarca a CDU “finge que está a negociar mas a ideia inicial é reprovar o Orçamento”. Na próxima reunião o Executivo do PS vai apresentar, para votação, um novo Plano de Actividades e Orçamento para 2012.

Homem encontrado morto em Beja depois de receber alta hospitalar

Zé LG, 24.01.12

Um homem de 74 anos, natural de Figueira de Cavaleiros, foi encontrado ontem de manhã sem vida junto ao Parque de Estacionamento do Hospital de Dia, no perímetro do Hospital de Beja. O indivíduo deu entrada nas Urgências daquela Unidade no Domingo e teve alta, segundo fonte hospital, às 21h40. Ao que a Rádio Pax apurou junto da mesma fonte o homem saiu “lúcido e consciente” das Urgências. Um funcionário do Hospital encontrou o corpo ontem por volta das 9 horas da manhã.
O Hospital de Beja abriu um inquérito interno.
O caso está a ser investigado pelas autoridades.

 

Esperemos que este caso seja esclarecido bem e rapidamente.

A crise vai criar “um estilo de vida mais comunitário e menos individualista”

Zé LG, 23.01.12

A crise obriga a mudar de vida. Mas que hábitos e comportamentos vamos alterar? O que pode surgir de novo na organização do quotidiano? Falámos com investigadores e registámos transformações que poderão ocorrer, para lá de comer mais em casa ou andar de autocarro.
Usar mais os transportes públicos ou levar comida para o trabalho são apenas alguns exemplos que identificamos de imediato como hábitos que se poderão acentuar em 2012. Mas o PÚBLICO foi ouvir, entre outros, historiadores, sociólogos e escritores sobre o tema e há respostas mais surpreendentes. Há quem acredite que o associativismo e as tertúlias regressarão; os adolescentes procurarão trabalho nas férias; os universitários tentarão arranjar part-time para pagar os cursos; os quintais terão mais hortas; e os vizinhos passarão a conhecer-se melhor.
Ler mais aqui.

Alentejo XXI promove Encontro de Produtores no âmbito do cabaz PROVE

Zé LG, 23.01.12

A Alentejo XXI - Associação de Desenvolvimento Integrado do Meio Rural promove hoje, em Beja, um Encontro de Produtores, no âmbito do projecto PROVE - Promover e Vender, destinado a potenciar o desenvolvimento de novas formas de comercialização de circuito curto, entre pequenos produtores e consumidores, das chamadas Hortas de Beja.


José Nobre, da Alentejo XXI, entidade dinamizadora do projecto na região, referiu que se procura a “aproximação entre grupos de agricultores ao nível da produção que permita preparar cabazes ao longo do ano e vendê-los directamente ao consumidor”.

CDU acusa Pulido Valente de não cumprir “proposta verbal”

Zé LG, 23.01.12

Os eleitos da CDU na Assembleia Municipal acusaram o Executivo PS da Câmara de Beja de, na nova proposta apresentada, “contradizer por completo a proposta verbal que fez a todos os partido presentes na reunião”, onde esclareceu que “o município não iria fazer cortes nas transferências para as freguesias, mantendo o mesmo montante do ano anterior”, e acrescentaram que a CDU continua disponível para analisar todas as propostas, mas que “não faz sentido, se a situação se mantiver, mudarmos o nosso voto”.
A CDU vai agora apresentar uma nova proposta ao Executivo PS na Câmara de Beja.
Ler e ouvir aqui.

Museu da Ruralidade promove apresentação do livro “O Rural Plural" e conversa sobre desenvolvimento local

Zé LG, 23.01.12

No próximo dia 28 de Janeiro, o Museu da Ruralidade, em Entradas, acolhe, a partir das 15h00, a apresentação do livro “O Rural Plural – Olhar o presente, imaginar o futuro”, uma publicação da editora 100Luz e o primeiro livro da colecção Territórios da Mudança sobre desenvolvimento local e o mote para uma conversa alargada que contará com as participações de Elisabete Figueiredo (Universidade de Aveiro), Fernando Oliveira Baptista (Instituto Superior de Agronomia de Lisboa), Teresa Pinto Correia (Universidade de Évora), Isabel Rodrigo (Instituto Superior de Agronomia de Lisboa), David Marques (Esdime – Agência para o Desenvolvimento Local do Alentejo Sudoeste).
In: http://www.cm-castroverde.pt/cm_castroverde/noticias/detalhe.asp?id=888