Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“CGS da EDP tornou-se numa loja de vendedores e vendidos”

As nomeações para a EDP são um mimo. Catroga, Cardona, Teixeira Pinto, Rocha Vieira, Braga de Macedo... isto não é uma lista de órgãos societários, é a lista de agradecimentos de Passos Coelho. O impudor é tão óbvio nas nomeações políticas que nem se repara que até o antigo patrão de Passos, Ilídio Pinho, foi contratado.
Estava a correr bem de mais... Um grande negócio para o Estado, uma privatização que reforça a EDP, a gestão reconduzida. Mas a carne é fraca. É sempre fraca. Só falta uma proposta na Assembleia Geral da EDP: mudar o nome de Conselho Geral e de Supervisão (CGS) para o de Loja do Governo.
É extraordinário como uma empresa em vias de total privatização se consome na absurda politização. …
 Para ser isto, o CGS da EDP devia ser extinto. Este órgão, criado para gerir o equilíbrio entre o Estado e privados, tornou-se numa loja de vendedores e vendidos.
Ler todo o artigo de Pedro Santos Guerreiro aqui.

Angola é o principal destino de exportação dos vinhos do Alentejo e está a crescer

O diretor de marketing da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), Tiago Caravana, revelou que, de janeiro a outubro do ano passado, foram exportados para Angola 3,2 milhões de litros de vinho do Alentejo, o que faz daquele país africano o "maior importador de vinhos portugueses".
"A tendência é para crescer ainda mais a exportação de vinho do Alentejo para Angola, visto que a economia daquele pais está a evoluir e existe uma parte da população que já consome, com frequência, vinhos de qualidade", salientou.
 Comparando com igual período de 2010, referiu a CVRA, os países que mais aumentaram o volume de importações, além de Angola (82,5%), foram a China (juntamente com Macau e Hong Kong) com 44%, e o Brasil e Canadá, com 14,9% e 10,2%, respetivamente.
Tiago Caravana explicou que Angola, Brasil, Estados Unidos, China e Canadá são, atualmente, por esta ordem, os cinco principais mercados de destino dos vinhos do Alentejo.

75% do orçamento da Câmara de Vila Viçosa destina-se a funções sociais

O município de Vila Viçosa conta, este ano, com um orçamento de cerca de 14 milhões de euros, que, segundo o presidente da Câmara, Luis Roma, se destina em 75% a apoio directo e indirecto às famílias. Afirma ainda que algumas das áreas onde é aplicado será na" extensão de saúde de Bencatel", "regulamento de apoio a famílias carenciadas e o programa ocupacional de jovens".

Municípios exigem “urgência” na extinção da EDAB

"O processo de extinção da EBAB tem que ser resolvido com urgência e os acionistas devem ser compensados pelo investimento que fizeram na empresa", disse o presidente da AMBAAL, José Maria Pós-de-Mina, lembrando que a empresa devia ter sido extinta até final de 2011, mas tal ainda não aconteceu, devido à "falta de decisão do Governo" e que "desconhece os pormenores".
José Maria Pós-de-Mina afirmou que a AMBAAL e o NERBE/AEBAL, também acionista da EDAB, vão pedir ao presidente da Assembleia-geral da empresa, Jorge Pulido Valente, para convocar uma assembleia-geral extraordinária para "tomar as decisões que se impõem" com vista à extinção da EDAB.

Encerrou o único hotel de Portalegre

O único hotel da cidade de Portalegre encerrou depois de todos os trabalhadores da unidade hoteleira terem suspendido os contratos de trabalho devido a salários em atraso.
Para Diogo Júlio, coordenador da União de Sindicatos do Norte Alentejano (USNA) o encerramento do único hotel que estava em funcionamento na cidade de Portalegre é uma “machadada” nas expectativas locais em relação ao sector turístico.
O hotel São Mamede, inaugurado em 2009, pertence a uma família com tradição na hotelaria, responsável pelo antigo hotel D. João III, que esteve em actividade durante largos anos na cidade de Portalegre.
Com um investimento total de oito milhões de euros, que incluiu uma comparticipação estatal de dois milhões, o "Congress Hotel and SPA Turismo São Mamede", de três estrelas, com 84 quartos, duas suites, SPA, restaurante, três salas de congressos e uma piscina, estava integrado, na altura da inauguração, num conjunto de quinze projectos turísticos regionais, com apoios da tutela de 7,4 milhões de euros.

Comentários recentes

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds