Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“existem problemas de poluição crónica na região” de Sines

embora ainda não existam provas de associação na análise de todos os factores, afirmou Fernanda Santos, coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Alentejo Litoral, a propósito dos resultados da primeira etapa do projeto GISA – Gestão Integrada da Saúde e Ambiente, que concluiram que ozono e várias partículas, como benzeno, etilbenzeno ou tolueno registam na região de Sines e do Litoral Alentejano valores acima dos pretendidos.

Câmara de Évora com Orçamento para 2012 duas vezes e meia superior à receita deste ano

O plano e o orçamento da Câmara de Évora para 2012 foram aprovados, com os votos favoráveis dos três eleitos do PS, a abstenção do vereador do PSD e os votos contra da CDU.

De acordo com o presidente da Câmara, José Ernesto Oliveira, o montante de 102 milhões de euros é quanto é preciso para manter a atividade da Câmara e pagar toda a dívida que temos a fornecedores, entre os quais a Águas do Centro Alentejo, embora considere que “o município por si só terá muitas dificuldades em concretizar os objetivos do orçamento”.

O vereador da CDU Eduardo Luciano considera o documento “extraordinariamente empolado”, recordando que “A receita previsível de 2011 são 40 milhões de euros”, pelo que “um orçamento de 102 milhões está, claramente, desfasado da realidade” e que, “ao contrário de ser para o futuro, é para o passado”, uma vez que “Tem nas suas rubricas apenas e só dívida para pagar, o que significa que a câmara vai limitar-se a abrir e fechar a porta e manter a gestão corrente”.

O vereador do PSD António Dieb destacou que “conseguiu que, pela primeira vez em muitos anos, fosse analisada toda realidade do município e apresentado um orçamento com valores reais e totais dos compromissos assumidos”, justificando dessa forma a sua abstenção.

Falta agora a aprovação da Assembleia Municipal.

Quando não se quer assumir responsabilidades cria-se um grupo de trabalho…

O Governo quer criar até final do ano com as autarquias, agentes económicos, forças políticas e movimentos de cidadãos um Grupo de Trabalho que encontre “soluções de consenso” para um modelo de desenvolvimento para o Aeroporto de Beja, anunciou o secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações no final da reunião realizada esta manhã em Beja.

Ao que parece, ninguém ficou satisfeito com este anúncio nem com as restantes explicações dadas pelo governante relativamente na suspensão das obras nos IP’s 2 e 8 e sobre as ligações ferroviárias a Beja.

SEOP realiza uma reunião que não foi solicitada e não responde a quém lhe pediu a reunião

O secretário de Estado das Obras Públicas não se dignou responder a duas entidades (AMBAAL e CIMBAL) que lhe solicitaram reuniões e faz uma reunião com outra entidade (Assembleia Distrital de Beja) que não lhe solicitou qualquer reunião, ainda por cima num no edifício que acolheu um organismo (Governo Civil) entretanto extinto por este governo.

Tudo isto só pode ter uma explicação: O PSD e o governo querem passar a imagem de que o secretário de Estado não vem cá porque foi instado nesse sentido. mas por iniciativa própria, aproveitando, para compor o ramalhete, o facto do presidente da Assembleia Distrital ser do PSD. A não ser que tudo isto seja “obra” do deputado do PSD, o que ainda seria bem mais escabroso…

A forma como este governo e os partidos que o suportam estão a desrespeitar o relacionamento institucional, que deve existir independentemente de quem está no poder, só não é preocupante porque evidencia a sua impreparação e o uso e abuso que dele fazem.

Secretário de Estado das Obras Públicas reúne hoje em Beja com autarcas e outros agentes regionais

Os municípios do Baixo Alentejo reúnem esta manhã, no antigo Governo Civil, em Beja com o secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, esperando que o Sérgio Monteiro esclareça as dúvidas dos autarcas e dos agentes regionais, que também vão estar presentes na reunião.
Jorge Pulido Valente não compreende por que razão o secretário de Estado não respondeu aos pedidos de reunião feitos pela AMBAAL e pela CIMBAL, a que preside, e vem a Beja participar numa reunião organizada pela Assembleia Distrital que não solicitou nenhum encontro ao governante.

Entretanto o PCP acusa o governo e os partidos que o suportam, PSD e CDS-PP, “por pararem todas as obras no IP2 e no IP8 sem sequer se darem ao trabalho de, previamente, darem conhecimento e explicações aos utentes e às entidades da região, designadamente às Câmaras Municipais, e às estruturas associativas intermunicipais, entre outras” e “lamenta que este, tal como anteriores governos, se preocupem mais com a política espectáculo, de anúncios sobre anúncios (...) e com reuniões sem interesse e sem conteúdo, do que com uma efectiva resposta aos problemas”.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

  • Munhoz Frade

    Um desabafo como este do Vitor Paixão é um momento...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds