Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Há males que vêm por bem!”?

«Desde os primórdios destas duas lindíssimas freguesias que as suas populações detêm uma relação de grande proximidade, respeito e amizade para com o Município de Alvito, tendo este, um sentimento recíproco para com as mesmas. Ao longo dos tempos foram inúmeras as vezes que tais vizinhos se cruzaram nas mais variadíssimas relações sociais, económicas e até culturais, denotando-se sempre o maior apreço entre os mesmos e uma ideia de comunidade, que por razoes óbvias, se foi mantendo nos sonhos das suas populações.

Entramos agora numa nova fase que nos é imposta pela nova conjuntura que o país atravessa, o que leva à extinção desta freguesia (Vila Ruiva e Albergaria dos Fusos) e que deixa quase sem rumo esta humilde e inteligente população.

Como tal, este grupo não quer, de forma alguma, criar conflitos e muito menos ferir qualquer tipo de susceptibilidades, tendo como objectivo único demonstrar tais relações que desde sempre foram evidenciadas por todos, mas que não fazia sentido estar a dar-lhe importância, pois o panorama assim o obrigava.

Serve este mesmo grupo para “dar voz” a quem detenha a mesma ideologia esperando assim estreitar ainda mais estes laços de amizade e criar um espaço de debate onde se possa colocar todas as ideias, questões e opiniões.

Para finalizar, sabemos que a população de Alvito está de braços abertos e nos diz: “Há males que vêm por bem!”»

Retirado de:

http://www.facebook.com/profile.php?id=100003137142997&sk=wall

 

Trata-se de uma questão antiga, agora retomada a propósito da reforma administrativa que o governo pretende levar a cabo, polémica e, que por isso mesmo, seria interessante debater. Aguardam-se opiniões e contributos para este debate, que se pretende sério e correcto.

Faz hoje 50 anos…

… que os “piratas do ar” - Hermínio da Palma Inácio (aqui também), Camilo Mortágua, João José Martins, Amândio Silva, Maria Helena Vidal e Fernando da Costa Vasconcelos - embarcaram em Casablanca no avião Super-Constellation da TAP 'Mouzinho de Albuquerque', que fazia a rota Lisboa-Tanger-Casablanca-Lisboa, e obrigaram o comandante a sobrevoar Lisboa e outras cidades a baixa altitude para lançarem panfletos contra o regime de Salazar.

“Este é um acontecimento que marca o início do fim do regime”, explicou Luís Vaz, presidente da Associação Promotora do Livre Pensamento (APLP), considerando que a sua lembrança é uma forma de mostrar à juventude que, "mesmo sem emprego e numa ditadura económica, é possível ter energias para o combate”, uma vez que hoje em dia “não há uma ditadura, mas sim ditaduras psicológicas”, concluindo que “A juventude é criativa e vai saber atuar, não nestes moldes, mas saberá como resistir”

(Ler aqui também o relato deste acontecimento histórico).

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tristeza de comentário!

  • Anónimo

    Vamos lá ver como é que os nossos políticos e afin...

  • Anónimo

    Fartura de partidos! Tudo quanto é demais não pres...

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds