Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

A verdade de hoje não será a de amanhã

Passos Coelho necessita de organizar os seus discursos com os seus ministros e secretários de Estado. Primeiro, disse na Assembleia da República que antes das eleições na Madeira se conheceria o plano de austeridade. A data: fim de Setembro. Em seguida, Miguel Relvas, o homem da máquina do PSD, veio dizer que nem pensar, que não havia tempo. Hoje, Passos veio dizer que falou demais ou alguém lhe mandou desdizer o que tinha dito. Há dias, Carlos Moedas, secretário de Estado adjunto de Passos, admitia à TSF que o défice em 2012 seria de menos 2,5%. Passos disse hoje que não chegava, ficava três ou dois pontinhos abaixo. Organizem-se. Em qualquer outro governo, noutro momento e noutro político seria totalmente descomposto. Mais vale cair em graça que ser engraçado.

Postado por rafael rodrigues às 23:2, no seu Rente à Relva

Anunciados cortes nas comparticipações a instituições exigem melhores esclarecimentos da Câmara de Beja

Jorge Pulido Valente diz que o Município de Beja não tem capacidade financeira para aguentar com os compromissos com a Assembleia Distrital, AMBAAL, CEBAL, Conservatório Regional, Resialentejo e Amalga e adiantou que, no próximo orçamento, a Câmara vai ”cortar cerca de 30% daquilo que é a sua comparticipação” em instituições.

 

Parece não restarem dúvidas de que é necessário cortar nas despesas para equilibrar os orçamentos municipais. E é importante que os autarcas o façam quanto antes, de forma a evitar o que se passou na Madeira e nalgumas autarquias.

A questão que se coloca é a de saber que despesas cortar de forma a afectar menos as populações, os serviços que lhes são prestados, o desenvolvimento e a democracia. E para que tal aconteça é necessário tomar medidas com critério e, desejavelmente, com a maior participação possível nelas.

Os casos referidos pelo presidente da Câmara de Beja levantam-me algumas dúvidas, quer porque podem por em causa o futuro de instituições que envolvem outros municípios e entidades, quer porque algumas dessas instituições desempenham funções que nelas foram delegadas pela autarquia. Será que, neste caso, a Câmara de Beja vai deixar de cumprir as suas competências próprias, como seja o tratamento de resíduos sólidos urbanos?

“Peregrinações, Turismo Sustentável e Desenvolvimento Regional”

A cidade de Sines recebe, no dia 30 de Setembro,no auditório da Administração do Porto de Sines (APS), o Seminário Internacional Ultreia, consagrado à temática do cruzamento entre Peregrinações, Turismo Sustentável e Desenvolvimento Regional. O evento inclui ainda uma visita ao centro histórico de Sines, Castelo e Museu.

Consulte o programa completo aqui.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

  • Munhoz Frade

    Um desabafo como este do Vitor Paixão é um momento...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds