Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Vamos mudar o teor da conversa sobre o Oriente Médio e criar um maremoto de apoio à independência da Palestina”

Enquanto a violência se espalha novamente e as tensões sobem no Oriente Médio, uma nova proposta de independência da Palestina ganha fôlego em todo o planeta. Se conseguirmos a aprovação dessa proposta na ONU, ela poderá significar um novo caminho para a paz.

Porém, os chefes de governo de países de destaque ainda estão em cima do muro e para convencê-los a apoiar a independência da Palestina precisamos reforçar a pressão da opinião pública. Muita gente acha que não entende a situação suficientemente bem para se mobilizar. Para ajudar, a Avaaz fez um novo vídeo de curta duração contando a verdade sobre o conflito. Se uma quantidade suficiente de pessoas assistir ao vídeo, assinar a petição e a encaminhar a todos os seus contatos, nossas lideranças serão forçadas a nos ouvir.
Vamos mudar o teor da conversa sobre o Oriente Médio e criar um maremoto de apoio à independência da Palestina. Clique no link abaixo para assistir ao vídeo, assine a petição e, em seguida, encaminhe este e-mail a todos os seus contatos: http://www.avaaz.org/po/middle_east_peace_now/?vl

Não é a mesma coisa…

Quando nos afastamos de alguma ocupação, povoação ou pessoa, é frequente afirmarmos que a nossa relação com a entidade onde tínhamos ocupação, a povoação em que morávamos ou a pessoa com quem mantínhamos uma relação se vai manter, mais ou menos na mesma, apesar da separação.

Mas não (nunca?) é bem assim. Não é a mesma coisa mantermos uma relação diária e próxima e contactarmos esporadicamente e à distância. As relações para se manterem vivas têm de ser alimentadas e, para isso, precisam da presença de quem as alimenta.

Por isso é que se costuma dizer que “quem não vê caras não vê corações”…

Morreu Manuel Ruas

Faleceu na quarta-feira em sua casa,

em Messejana, de onde era natural,

Manuel Ruas, com 69 anos,

antigo presidente da Junta desta Freguesia,

Provedor da Santa Casa da Misericórdia local

e conhecido empresário taurino,

que transformou a corrida do 15 de Agosto,

de Messejana,

“numa das mais importantes e carismáticas do panorama taurino alentejano”.

À sua família apresentamos os nossos sentidos pêsames.

 

Foto e alguma informação retiradas daqui.

“é muito fácil falar, fazer melhor ou pelo menos igual ninguém quer ou pode”

Atendendo à sua pertinência, a seguir publico um comentário aqui deixado pelo presidente da AJNG, que deveria merecer a melhor atenção de todos os que têm comentado este assunto:

 

"A associação juvenil nova geração na ultima meia dúzia de anos que organiza as festas de Alvito e sempre de ano para ano o subsidio atribuído pela CMA diminui, mesmo assim continuamos a assumir a responsabilidade de realizar as festas de Alvito, mesmo assim todos os anos existem sempre meia dúzia ou mais de pessoas que decidem atirar para o ar falsas informações ou simplesmente criticas destrutivas em relação á nossa associação e aos eventos por nos efectuados. Para vossa informação nunca houve diferenças de valores numerários do subsídio tanto para as festas de Vila Nova da Baronia como as festas de Alvito. Sendo assim não percebo porque todos os anos a mesma calúnia. Em relação á cobrança de entradas nas festas de Alvito, as mesmas resultam devido a nosso programa de festas superar em dobro o subsídio atribuído pela CMA. Muitas pessoas falam porque nunca realizaram ou idealizaram sequer um evento em prol do concelho ou mesmo da freguesia, sendo assim não sabem das despesas que acarretam tais eventos ou actividades. O ano passado a CMA atribuiu o subsídio de 7000 euros e a AJNG teve despesas na ordem dos 14000 euros. Porque existem despesas com: artistas/alimentação dos artistas/estadia dos artistas e pessoal técnico/fornecimento de luz e som/seguros/animais para a realização da largada/publicidade/pulseiras, senhas, etc. /materiais pertinentes para a realização do evento. Na verdade é muito fácil falar, fazer melhor ou pelo menos igual ninguém quer ou pode, fica então mais fácil para essas pessoas denegrir, enxovalhar, maltratar, mentir, omitir e até ofender do que fazer algo de útil para Alvito ou com Alvito."

Presidente da AJNG a 26 de Agosto de 2011 às 01:06

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds