Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

pornografia é isto

 

nas televisões ocidentais espreita-se a vida dos gordos e a sua luta diária para perder peso, acompanha-se, com uma religiosidade inquebrantável, os devaneios dos chefs e as suas loucuras culinárias. na outra parte do mundo morrem crianças (diz -se que mais de 29 mil até agora) de fome, de diarreia, de desidratação.

e não há nada que equilibre esta balança?
não vos doem as imagens dos pequeninos cuja esperança se apaga?
não vos tiram o sono os olhos esbugalhados, as moscas que se lhes colam à pele?

não há um grito de protesto que vos sacuda as vidinhas, que vos rasgue as gargantas, que vos rompa as barrigas anafadas?!

se, suponhamos isto, nos mandassem aquelas crianças para alimentarmos, cuidarmos, amarmos, não abriríamos a nossa porta?

 

Publicada por S em 03:00

 

 

Marvão e Vila Viçosa com acampamentos medievais, rotas temáticas e eventos culturais

O município de Marvão (Portalegre) anunciou hoje estar a desenvolver, em parceria com o seu congénere de Vila Viçosa (Évora), um conjunto de produtos de oferta turística para “impulsionar” o setor nestas duas zonas do Alentejo. De acordo com a autarquia de Marvão, foram criadas várias rotas temáticas, eventos culturais e festivais e acampamentos medievais para dar resposta aos visitantes e “impulsionar” o turismo nas duas localidades.

A iniciativa está inserida no projeto Arquivia, incluído no programa de Iniciativa Comunitária Interreg IV Sudoe, cofinanciado por fundos da União Europeia, que resulta também de um trabalho conjunto que está a ser desenvolvido através da Rede de Cidades e Vilas Medievais, da qual fazem ainda parte os municípios espanhóis de Olivença e Consuegra e tem um vincado caráter de promoção turística na perspetiva do legado e património medieval que enriquecem as doze localidades participantes.

“Concorda, ou não, com a privatização das Águas de Portugal?”

… esta é a pergunta que o Bloco de Esquerda quer fazer aos portugueses através da realização de um referendo, cuja proposta pretende apresentar na Assembleia da República quando o governo avançar com a legislação relativamente às privatizações.

Os bloquistas afirmam que a água é um bem público que não pode ficar nas mãos dos privados, da ganância e do lucro porque os prejuízos para as populações são evidentes e que a privatização dos sistemas de águas noutros países levou ao aumento do seu preço e a um desinvestimento a nível da qualidade.

Comentários recentes

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

  • Munhoz Frade

    Um desabafo como este do Vitor Paixão é um momento...

  • Vitor Paixão

    O seu comentário atesta a minha razão. Atiram para...

  • Ana Matos Pires

    Como dizia o outro "seu grandessíssimo e alternadí...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds