Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“A reforma do Poder Local – uma imposição antidemocrática.”

Com este título, publicou José Filipe Murteira, no seu Notas à Esquerda, um interessante e oportuno texto, de que aqui publico este trecho:

 

"Fundir ou extinguir autarquias locais apenas por decreto, é estar a ignorar a importância que, ao longo da nossa História, estas entidades tiveram. Com a sua génese medieval, reformados no século XIX, os municípios  (e, mais tarde, as freguesias) atravessaram a República e o Estado Novo, tornando-se, com o advento da Democracia, numa das grandes conquistas do 25 de Abril. Não só pelo facto dos seus órgãos passarem a ser eleitos democraticamente mas, sobretudo, pelo importante contributo que deram para o desenvolvimento local e para a diminuição das assimetrias regionais que, há 37 anos, eram muito superiores às que ainda hoje se mantêm. Parece coisa muito distante, mas o abastecimento de água ou o saneamento básico, as bibliotecas ou as piscinas, entre outros, são progressos que contribuíram para a melhoria das condições de vida das populações das nossas aldeias, vilas e cidades.

Por outro lado, quando se fala em despesismo no Estado, decerto não serão as pequenas e médias autarquias do interior, as suas principais responsáveis, mas antes os mega investimentos mal planeados, como os Estádios do Euro 2004, as SCUT e outras PPP, já para não falar nos elevados deficits das grandes empresas públicas."

“Um Dia Com... Teresa Crespo”

Amanhã, às 12h00, no Auditório da Escola Superior Agrária de Beja, o CEBAL organiza mais “Um Dia Com...” tendo como convidada Teresa Crespo, Investigadora Principal, responsável pelo Laboratório de Microbiologia do Instituto de Biologia Experimental e Tecnológica (IBET), que proferirá uma palestra intitulada “Enterococcus e a controvérsia sobre segurança alimentar”, em que serão abordadas questões relacionadas com a patogenicidade e resistência dos Enterococcus e o seu papel na Segurança Alimentar.

Câmara de Sines contra alteração dos produtos turísticos estratégicos do Alentejo Litoral

A Câmara Municipal de Sines aprovou, no dia 2 de Junho, por unanimidade, um parecer sobre a revisão do PENT - Plano Estratégico Nacional de Turismo, onde se manifesta “veementemente contra a alteração da estratégia para o turismo do Alentejo Litoral”, que ignora “as potencialidades e necessidades do município de Sines e outros”.
O principal motivo da oposição da autarquia de Sines é a mudança das prioridades para o Pólo de Desenvolvimento Turístico do Litoral Alentejano, que passam a ser os produtos Resorts Integrados, Turismo Residencial e Golfe, excluindo os produtos Touring Paisagístico e Cultural e Sol e Mar, constantes no PENT (2007) e tomados como referência para o PROTA, instrumento de desenvolvimento regional que fornece as orientações estratégicas para os planos directores municipais e para outros planos de ordenamento do território dos concelhos da região.
Veja o resto desta tomada de posição aqui.

Comentários recentes

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds