Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

POBREZA ENVERGONHADA EXISTE E ESTÁ AÍ

A vida trocou-lhes as voltas e, hoje, é num misto de saudade, de revolta e de desespero que vivem o dia-a-dia. Não querem mostrar que têm dificuldades. O rótulo do “pobrezinho” não lhes fica bem, mas muitos são obrigados a pôr de lado o pudor e a pedir ajuda. Assim são os novos pobres. A lista é grande e transversal à sociedade actual. São jovens licenciados, jovens que abandonaram a escola, desempregados de longa duração, famílias monoparentais, minorias étnicas, portadores de deficiência, idosos e crianças.

A designação "pobreza envergonhada" é um termo "moderno" que caracteriza os novos pobres que emergem na sociedade e que, na maior parte dos casos, são vítimas do desemprego. Calcula-se que milhares de pessoas estejam a ser afectadas em todo o país por este problema social, embora não se possa, sequer, estimar um número aproximado porque é exigida a máxima discrição num tipo de pobreza que se quer camuflada.
Para estas pessoas pedir auxílio a um vizinho "está fora de questão" e, muito menos, a familiares que "são, na maior parte dos casos, os primeiros a criticar e a atirar a primeira pedra", como confidenciou uma jovem que concedeu o seu testemunho ao Brados do Alentejo.
Por seu lado e só em última instância, recorrem às instituições de solidariedade social onde, sob a garantia do anonimato, pedem auxílio para ultrapassar algumas dificuldades financeiras, solicitando bens alimentares ou, inclusivamente, monetários que são usados para pagar a creche dos seus filhos ou para saldar uma ou outra prestação ou renda de casa que já se encontra em atraso.
Jorge Manuel Pereira

Quinta Serra de São Mamede - nova unidade de alojamento do Norte Alentejano

Inaugurada no dia 23 de Junho, a Quinta Serra de São Mamede, propriedade dos holandeses Wim e Elseline Altenaar, é a mais recente unidade de alojamento do Alentejo. A ceri-mónia contou com a presença do Presidente da Turismo do Alentejo, António Ceia da Silva, e do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, António Pita, entre outros ilustres representantes de empresas e instituições públicas e privadas do distrito.

Carlos Júlio vence Prémio Gazeta de Rádio

É o mais prestigiado prémio existente em Portugal. Anualmente distingue os melhores.
Carlos Júlio é um dos melhores. O Prémio Gazeta Rádio deste ano é dele.

O anúncio foi feito há momentos no sítio do Clube de Jornalistas:
"O Prémio Gazeta de Rádio foi atribuído a Carlos Júlio, da TSF, pela sua reportagem “A terra a quem a trabalha”, um útil, actual e significativo exercício de recuperação da memória, com base em depoimentos de protagonistas de – sublinha o autor – “um tempo ainda hoje muito polémico na sociedade portuguesa” – a Reforma Agrária."
Toda a informação aqui.

A reportagem premiada pode ser ouvida em: http://soundcloud.com/rebeldes/a-terra-a-quem-a-trabalha

Publicada por Paulo Nobre no  A Cinco Tons

 

Sinto um enorme orgulho por este prémio, na sequência de outros, ter sido atribuído, com todo o mérito, ao Carlos Júlio, um dos meus maiores e mais antigos amigos. Ele bem merece!

Para ele aqui fica um grande abraço de felicitações.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Deixo aqui um post que retirei do Facebook, de um ...

  • Anónimo

    Não concordo. Como bem diz, dada a manifesta incap...

  • Anónimo

    Esta questão tem acontecido com a conivência de vá...

  • Anónimo

    Lixo e buracos nas ruas e estradas constituem a im...

  • Anónimo

    Uma gestão camarária que nem do lixo dá conta!Quan...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds