Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

A quem serve a violência gratuita e quem dá ordens para a praticar?

Maria Vitória Pato (na foto a falar com a mulher-polícia) tem 79 anos, Vem do chamado "grupo dos católicos progressistas". Estava no Rossio sábado passado aquando da intervenção da polícia sobre os "acampados". Escreve agora um relato do que viu. Um texto corajoso e denunciador da repressão policial.


Copiado daqui.

kruzes kanhoto

Terá sido, se não me enganei, o utilizador deste pseudónimo que mais se aproximou, com o seu palpite, dos resultados das eleições legislativas ontem realizadas.

A sua previsão foi (entre parênteses os resultados antes de apurados os votos dos emigrantes): PSD - 40% (38,6%); PS - 28% (28%); CDS - 12% (11,7%); CDU - 8% (7,9%); BE - 6% (5,2%). Três, em cinco, palpites em cheio!

Para as próximas eleições, em vez de contratarem sondagens talvez seja mais seguro consultarem o Kruze Kanhoto...

Para memória futura: temporal em beja

O forte temporal que se abateu sobre a cidade e a região de Beja ontem à tarde provocou diversas inundações nas partes baixas da capital do Baixo Alentejo. Um pouco por toda a cidade ocorreram inundações em algumas habitações e garagens. Diversas ruas estiveram com grandes problemas de circulação e a Avenida Salgueiro Maia chegou a estar cortada ao trânsito. Também um hotel da cidade e uma área de serviço junto à saída para Aljustrel estiveram completamente alagados. Ainda houve registo de inundações na zona de hemodiálise do Hospital José Joaquim Fernandes.

 

O mau tempo começou, cerca das 16 horas, com uma espécie de trovoada seca, vinda de Sul, que começou por afectar as localidades de Cabeça Gorda e Salvada. Em pouco tempo, a cidade de Beja foi atingida pelas fortes chuvadas, dando origem a inundações em garagens e caves no centro histórico da cidade.

Castro e Brito, presidente da Associação de Criadores de Ovinos do Sul, refere que os prejuízos “são enormes”, estando em causa as colheitas “do próximo ano” e muitas das explorações “não tem cobertura dos seguros”.

 

E agora “desemerdem-se”

Peço desculpa pelo palavrão, mas não encontrei melhor palavra para expressar o que acho que foi a mensagem de despedida de José Sócrates.

O ainda primeiro-ministro foi igual a si próprio: egocêntrico, arrogante, incapaz de reconhecer as suas responsabilidades, sem uma ponta de humildade, hipócrita e profundamente egoísta.

Não consigo entender como é que os seus correligionários mais próximos e alguns comentadores acharam que foi uma saída de cena digna.

Uma pessoa que conseguiu para o PS a sua primeira maioria absoluta, que a perde ao fim dum mandato, que afunda o PS numa das suas piores votações de sempre um ano e meio depois e que, perante esta, anuncia que vai abandonar a vida política activa, pouco tempo depois de ter voltado a ser eleito secretário-geral do partido, com uma esmagadora maioria, não lhes pede desculpa nem reconhece que errou e, ainda por cima, diz que se sente muito feliz. Isto tem dignidade?

Um primeiro-ministro que levou todo o tempo em que esteve no governo a assegurar que o país estava bem, mostrando como provas indicadores escolhidos cirurgicamente, que levou o país a uma das maiores crises da sua História, que quanto mais falou de estado social mais o enfraqueceu, que permitiu que o desemprego atingisse os maiores índices do tempo da democracia, que não foi capaz de se demitir quando a sua demissão podia ter permitido uma solução governativa que tivesse evitado estas eleições, que só serviram para entregar o poder à direita, que irá, acelerar o ataque ao estado social, com o estafado argumento de pôr as contas em dia, atirando o PS para uma cura de oposição, que outros que não ele, irão fazer, vira costas, afirmando que não via perder um segundo a olhar para trás e que se sente e vai ser muito feliz e é aplaudido pelos seus apaniguados?!!! Esta gente deve estar doida ou incapaz de reflectir com racionalidade. Deve ser do seguidismo do “grande líder” que praticaram acriticamente…

O homem atirou o PS e o Portugal para graves crises e agora despediu-se como se nada fosse com ele e como se nada mais tivesse a dizer aos portugueses que não fosse: "desemerdem-se"... è, de facto, digno dele...

 

PS: Não sei se, na conferência de imprensa de despedida, José Sócrates teve mais alguma palavra sincera para além das que expressou em relação aos seus filhos, cuja referência era dispensável naquele contexto…

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ora aqui está um tema que deveria ser motivo de re...

  • Anónimo

    Pelos vistos vai ser o primeiro a profanar o sítio...

  • Anónimo

    Tens toda a razão. Já cá faltava a patetice da com...

  • Anónimo

    Vote no PAN.

  • Anónimo

    Já cá faltava a patetice da habitual comparação co...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds