Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

E depois do adeus… de José Sócrates? (2)

Os partidos políticos estão confrontados com um grande desafio – ou são capazes de colocar os interesses do país e dos portugueses em primeiro lugar e, assim, recuperar alguma da credibilidade que progressivamente têm vindo a perder ou insistem em querer manter ou conquistar o poder a todo o custo, recorrendo a todos os meios para isso, e, nesse caso, continuarão, porventura de forma irreversível, a perder influência junto das pessoas, obrigando-as a encontrar novas formas de participação e a refundar a democracia.

Os primeiros sinais dados pelo PS e pelo PSD não os mostram muito virados para aí, continuando ambos a acusar o outro de querem o poder a qualquer preço, para que não restem dúvidas disso.

IX Festival do Peixe do Rio no Pomarão, este fim-de-semana

 

Apesar de nove edições passadas o Festival do Peixe do rio continua a ser um marco na história recente do Rio Guadiana. Olhar do e para o rio mas também para as suas potencialidades é o principal objectivo. Aqui a promoção do peixe do rio caminha lado a lado com a preservação deste troço tão importante para o desenvolvimento da região. A música e a gastronomia unem-se com a animação e a divulgação dos produtos tradicionais e com as actividades turísticas e desportivas. Organizar o Festival do Peixe do rio é assumir também que o desenvolvimento deste território não será o mesmo sem o contributo deste recurso que é o rio Guadiana.

 Veja programa_fpr_2011.pdf

 

E depois do adeus… de José Sócrates? (1)

Com a demissão do primeiro-ministro, ontem, na sequência do chumbo do PEC 4 pela AR, colocam-se dois grandes desafios:

1 – Evitar a bancarrota, para o que se torna indispensável ser divulgado com verdade o estado real das finanças públicas, para que, a partir daí, possam ser tomadas as medidas adequadas aquele objectivo;

2 – Preparar uma verdadeira alternativa às políticas que têm sido seguidas e que nos levaram a este estado, que promova o relançamento da economia e uma maior justiça social.

O PS, para ter alguma coerência, irá defender a política que tem vindo a aplicar e o PEC 4, que foi chumbado, e o PSD irá defender a mesma política com agravamentos das políticas sociais e com alterações de cosmética do PEC 4, dizendo, como já ontem disse durante o debate, que o problema não estava na política do PS mas em José Sócrates, e como garantiu à Senhora Merkel.

Assim, se não for criada uma alternativa credível, tudo continuará na mesma ou pior.

Alunos da EBI de Vidigueira exigem transferência para a nova Escola

 

Várias dezenas de alunos do 2º e 3º ciclo da Escola Básica Integrada Frei António das Chagas de Vidigueira concentraram-se esta manhã à porta da Escola, num protesto, convocado na véspera por SMS, para exigirem a transferência imediata para a nova Escola - que foi inaugurada em Janeiro passado pela ministra da Educação mas continua encerrado -, porque as instalações que frequentam não reúnem as condições necessárias.

 

Comentários recentes

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

  • Munhoz Frade

    Um desabafo como este do Vitor Paixão é um momento...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds