Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Quem paga são os munícipes”

… os erros e omissões nos projectos de construção dos Centros Escolares de Beja, que vão custar à Câmara mais de 500 mil euros, a que se juntam os “trabalhos a mais”, afirmou o vereador José Velez, que atribui responsabilidades ao anterior executivo, acrescentando que estes montantes poderiam ser aproveitados “noutras necessidades do município”.

 

E assim se vai alimentando a polémica em torno da “pesada herança” na Câmara de Beja. Com estas afirmações do vereador Velez, podemos ficar descansados que não voltarão a existir “erros e omissões nos projectos” nem “trabalhos a mais” nas obras que a Câmara de Beja executar.

Estudantes de escolas secundárias de Serpa e Moura participam num “grande dia de luta nacional"

Os estudantes de escolas secundárias de Serpa e Moura marcaram para hoje, um dia de protesto, contra o desinvestimento no sector, a falta de pessoal auxiliar e a efectiva aplicação da educação sexual, numa iniciativa dinamizada pelas Associações de Estudantes de muitas escolas do país apresentada como "um grande dia de luta nacional". Outras bandeiras da luta dos alunos vão ser o fim do desporto escolar e o estatuto do aluno, que afirmam continuar a ser um "problema".

Câmara de Évora "não tem dinheiro na gaveta" mas delibera atribuir apoios aos agentes culturais

Cerca de uma centena de agentes culturais manifestaram-se em Évora em protesto pela política cultural da Câmara e exigindo o pagamentos dos apoios de 2009 ainda em atraso.

Depois da vereadora da Cultura, Cláudia Pereira, ter recusado qualquer hipótese de votarem favoravelmente a proposta da CDU, do vereador  Melgão ter afirmado que a proposta era ilegal e do presidente da Câmara ter afirmado que “não há dinheiro na gaveta", a Câmara Municipal de Évora aprovou, por unanimidade, uma proposta da CDU, que termina assim:

A Câmara Municipal delibera atribuir os apoios financeiros às actividades regulares dos agentes desportivos e sócio culturais, nos termos de anteriores deliberações:

1. Referente ao 2.º semestre de 2009;

2. Referente ao ano de 2010;

3. Solicitar ao Departamento Jurídico que até final de Março de 2011 informe a Câmara do enquadramento legal destas deliberações, para que os respectivos pagamentos sejam efectuados.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Dos socialistas não, dos boys e girls.

  • Anónimo

    Vai ficar tudo na mesma.

  • Anónimo

    O PAN pode ser uma ameaça maior do que a maioria a...

  • Anónimo

    Concordo com a sua preocupação! Os populismos que ...

  • Anónimo

    São de facto muitas incógnitas! E qualquer dos cen...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds