Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Ministro da Economia preside amanhã a assinatura de contrato com a Somincor

Vieira da Silva, o ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento visita a Mina da Somincor e preside à cerimónia de assinatura do contrato, entre a AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal e o Grupo Lunding Mining, de alargamento da lavaria de zinco e de criação da unidade de “Produção de Pasta” - uma tecnologia de acondicionamento dos sulfuretos inovadora que tem sido testada na Somincor -, é apresentado como único na Europa.

SuberCentro poderá voltar a laborar este ano em Ponte de Sôr

A SuberCentro, com laboração suspensa desde o princípio de 2009, poderá retomar a laboração dentro do segundo semestre deste ano, uma vez que foi vendida a um empresário do norte do país, confirmou o presidente da Câmara de Ponte de Sôr, Taveira Pinto.

Inaugurada em Abril de 2001, a SuberCentro, chegou a ter cerca de 300 funcionários, alguns dos quais poderão ser readmitidos pela nova administração da empresa.

Ministro da Agricultura inaugura regadios na margem esquerda do Guadiana

Quatro aproveitamentos hidroagrícolas do projecto de Alqueva - Orada/Amoreira (2.522 hectares), Brinches (5.463 hectares), Serpa (cerca de 4.400 hectares) e Brinches/Enxoé (4.698 hectares) -, de novos regadios na margem esquerda do Guadiana, após um investimento de 112,5 milhões de euros, são inaugurados sábado, 5, às 10h30, junto à barragem de Serpa, com a presença do ministro da Agricultura, António Serrano.

Com as várias obras, concluídas, em curso ou em fase de adjudicação, a EDIA já "dispõe de 66 mil hectares de regadios", mais de metade dos 110 mil hectares previstos no projecto global, cuja conclusão deverá acontecer em 2013, depois de inicialmente prevista para 2025, revista para 2015 e entretanto antecipada em dois anos.

“Pais em Rede” quer abrir mais núcleos no Alentejo

 

Inclusão plena das pessoas com deficiência, a mudança de pensamento, a aceitação do outro enquanto uma pessoa diferente, seja porque motivo for, surdo, cego, mudo, porque tem autismo, trissomia 21 ou défice atenção e hiperactividade são os objectivos da associação “Pais em Rede”, um movimento cívico de âmbito nacional que entende que a aceitação não pode partir só do seio dos que são diferentes, mas também da sociedade.

Em Évora surgiu em Fevereiro de 2010, depois em Vila Viçosa, estando prevista a criação em Estremoz e em Montemor-o-Novo. De acordo com Sara Martins, uma das coordenadoras distritais de Évora da associação, no Plano de Actividades está ainda a criação de um núcleo em Vendas Novas, em Arraiolos e Mora “e havendo condições e capacidade por parte dos pais de outras zonas, se pudermos criar mais, será excelente”.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Muitos daqueles que foram bater palminhas ao Antón...

  • Anónimo

    O resultado em Beja só teria importância se a CDU ...

  • Anónimo

    O PSD de Rui Rio não será chupista! Por isso ele t...

  • Anónimo

    Na apresentação da candidatura do Henrique Silvest...

  • Ana Matos Pires

    Sim, uma alimentação saudável é um factor importan...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds