Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Nunca o concelho de Alvito dependeu tanto da sua autarquia e do seu presidente”

Sem dúvida que o único investimento estrutural digno desse nome existente neste concelho, é a nova escola e o completar do parque escolar de Alvito.E o actual executivo camarário, não por sua vontade própria, mas sim porque já vinha de trás, é-lhe impossível alterar o que quer que seja.

De facto foi o anterior executivo do M.I. que tomou a decisão de investir e apostar tudo na aérea escolar.
Logo, não restou outra solução a esta nova equipe de trabalho, que aplicar todas as verbas que tem e que não tem nessa área. E até certo ponto, comprometer a sua sobrevivência política, ou seja, a sua reeleição dentro de 3 anos, do sucesso ou insucesso daí resultante.

É verdade que os concelhos vizinhos, talvez tenham feito apostas em termos futuros mais consistentes. Cuba, tenta explorar o seu acesso privilegiado ao Aeroporto de Beja, tentando criar uma zona industrial no eixo Cuba-Faro do Alentejo, à espera que aí se instalem algumas empresas ligadas àquela estrutura. Ferreira do Alentejo aposta na agricultura, aproveitando os canais de rega que aí irão desembocar e proliferar. E Viana do Alentejo, a sua ligação a Évora, e ao facto desta ser o centro de decisão político-administrativo do Alentejo e aos futuros investimentos industriais e empresariais que aí estão programados.

Portanto, não vale a pena sonhar ou pensar em outros voos nos próximos tempos. A aposta é essencialmente na escola, e o futuro do concelho quase que depende do seu sucesso ou insucesso.
Daí que Mário Encarnado talvez faça mais falta do que o que aqui é repetidamente dito.
E agora, mais do que questionar o que quer que seja, há que arregaçar as mangas, e tentar rentabilizar todo o dinheiro que alí irá ser gasto.

Como ponto positivo, talvez lembrar que a Escola Profissional é a única das redondezas ligada ao Turismo, e daí pode ser que surja algum nicho de mercado em que seja possível através de protocolos, ou outro tipo de negociação, atrair investimentos dessa área para o concelho.

Agora o que é um facto, é que talvez nunca ao longo da sua História, o concelho de Alvito dependesse tanto da sua autarquia e da pessoa do seu presidente. E do sucesso dos mesmos o seu futuro como tal.

Comentário de Januário, aqui deixado a 19 de Novembro de 2010 às 14:57

Se é assim, porque acontece isto?

É frequente durante as campanhas eleitorais, especialmente para as autarquias locais, ouvirmos candidatos dos partidos que têm estado no governo há 35 anos, em alternância ou em conjunto, apelarem ao voto nos partidos que estão no governo, porque dessa forma os respectivos concelhos poderão ter mais apoios governamentais.

Também é frequente ouvirmos o PS, o PSD e o CDS acusarem o PCP de ser o responsável pelas maiores dificuldades de desenvolvimento do Alentejo, porque esta região foi durante algum tempo governada maioritariamente pela CDU a nível autárquico.

Ora, se assim é, porque acontece isto em Portalegre, precisamente o único distrito do Alentejo onde o PCP nunca foi maioritário, sendo sempre uma forte maioria do PS e do PSD, nalguns casos com o CDS?

Nós e rotundas dos IP2 e !P8 já estão em obras na região de Beja

Nós e rotunda do Concelho de Beja (confira pelo mapa)

1- Nó de Beringel (IP8)

2- Rotunda de São Brisos (IP8)

3- Nó da Apariça (IP2)

4- Nó de São Matias (IP2)

5- Nó de Vila de Frades (IP2)- Concelho de Vidigueira

6- Rotunda de Santa Clara do Louredo (IP2)

7- Nó de Santa Clara de Louredo (IP2)

8- Nó da Carreira de Tiro-AMALGA (IP2)

9- Nó da EN122-IC27 -Cruzamento de Mértola (IP2)

10- Nó da Trindade (IP2)

11- Nó de Albernoa (IP2) 

Ver mais informação sobre estas obras aqui.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tens toda a razão. Já cá faltava a patetice da com...

  • Anónimo

    Vote no PAN.

  • Anónimo

    Já cá faltava a patetice da habitual comparação co...

  • Anónimo

    alguém pode dizer onde é este lugar?

  • Anónimo

    Concordo a 1000% com M. Frade.Pode-se, rádios, jor...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds