Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Estado deve 176 milhões de euros às autarquias

Informou, hoje, o presidente da ANMP os deputados, durante uma audição sobre o Orçamento para 2011, que "o Estado deve neste momento às autarquias 176 milhões de euros" no âmbito da descentralização de comparecências.

Destes, 76 milhões referem-se a dívidas do Ministério da Educação relacionadas com a falta de pagamentos com transportes e refeições escolares, existindo ainda dívidas dos Ministérios da Administração Interna, da Agricultura, das Obras Públicas e da Cultura.

PCP apresenta propostas para desenvolver o distrito de Beja

Realizou-se ontem a 7.ª Assembleia da Organização Regional de Beja do PCP, que avaliou a situação política, económica, social e cultural no distrito de Beja nos três anos desde a anterior assembleia, avançou propostas do PCP para o desenvolvimento da região, aprovou medidas de reforço orgânico do partido e elegeu uma nova direcção, por maioria com dois votos contra e 14 abstenções.

A resolução política, apresentando 21 propostas para o desenvolvimento da região, foi aprovada por unanimidade e pode ser lida  aqui.

Jerónimo de Sousa afirmou no seu discurso: “Vieram aqui os principais problemas e bloqueios que se colocam ao desenvolvimento desta Região, mas acima de tudo um programa de trabalho e propostas com medidas, com soluções e com orientações que, se fossem concretizadas por um poder vinculado aos interesses do povo e ao desenvolvimento do país, conduziriam à resolução de muitos dos mais graves problemas que este distrito enfrenta.

As propostas do PCP para o distrito de Beja, inscritas na Resolução Política da nossa Assembleia, são a prova de que esta Região não está condenada ao atraso e ao declínio económico e social, que há saída para os problemas da desertificação, da regressão económica e demográfica e para garantir trabalho e condições de vida dignas para o nosso povo.”

2ª Boletim Municipal de Alvito mostra muita animação

Embora ainda não o tenha recebido, vi aqui o 2º Boletim Municipal deste ano da Câmara Municipal de Alvito. No seu editorial o presidente da Câmara, João Penetra, escreveu:

“No somatório dos anos de 2010 e 2011, o Município de Alvito vê-se privado de cerca de 500.000 euros (de transferências do OE e verbas retidas para o SNS)… que ficam a fazer uma enorme falta a um Orçamento Municipal já de si muito diminuto e que muito vai condicionar a concretização de obras e iniciativas que, em nossa opinião, são de extrema importância para o desenvolvimento sócio-económico do concelho.

Os condicionalismos financeiros não nos impediram de concretizar importantes acções neste ano de 2010. Permitam-me realçar apenas três. Duas delas são a elaboração do Plano de Marketing Territorial e do Plano de Desenvolvimento Estratégico do Concelho de Alvito. Estes são dois importantes instrumentos para o futuro do nosso Município. O outro destaque vai para a nova Escola Básica Integrada do Concelho de Alvito e que se prevê venha a estar concluída no final do presente ano.”

Numa rápida apreciação ao conteúdo deste Boletim Municipal podemos verificar que das suas 36 páginas apenas duas são dedicadas às obras – uma à obra construção da Escola e as outras duas a pequenas obras de manutenção e limpeza. Das restantes, dedicadas a actividades de animação, nove referem-se às Juntas de Freguesias, EPA e grupos desportivos.

A traduzir com algum equilíbrio o que se passou no período a que reporta, pode-se concluir que se registou um grande desequilíbrio entre a realização de actividades de animação e a execução de obras. Com excepção da Escola, não foram lançados novos investimentos, designadamente os que podem beneficiar de financiamento comunitário, o que pode comprometer a captação desses financiamentos, o que a acontecer impedirá o Concelho de Alvito de executar investimentos necessários com um pequeno esforço financeiro do Município.

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    Regional de Saúde Mental do Alentejo? Não há.

  • Anónimo

    Planos? Há muitos!

  • Ana Matos Pires

    É pá, como é que nunca nos tinha ocorrido isso? Ob...

  • Anónimo

    Ja viram a capa do Correio do Alentejo desta seman...

  • Anónimo

    o Cocas tambem tem direito á vida.Ficam as restant...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds