Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Ervas da Baronia dão aroma à gastronomia de Alvito

O ciclo gastronómico “As Ervas da Baronia”, 

nesta época do ano,  dedicado aos Poejos, Coentros e Hortelãs,

decorre no concelho de Alvito

entre 25 e 31 de Outubro.

Durante uma semana,

os restaurantes aderentes

irão dar a provar deliciosos paladares tradicionais.

 

 

 

 

… visite-nos e deixe-se seduzir pelos costumes e tradições da cozinha alentejana!

"LG, concordo consigo e no seu escrito."

Boa noite. Já há quase um ano que me afastei das lides bloguistas, muito pelo desencanto que as atitudes de algumas pessoas após as últimas autárquicas.
Devo dizer que até já tenho dificuldade em me mexer nestas coisas dos comentários e tal.
Li a sua carta e, francamente, contrariamente ao que JPV escreve, é um escrito ponderado e até pedagógico.
Não sou eleitor em Beja. Tenho na cidade uma parte do meu trabalho, pelo que me desloco praticamente todas as semanas à capital de distrito. Tenho reparado em alguns aspectos negativos que nada têm a ver com o anterior mandato que, diga-se de passagem, foi de longe o pior dos mandatos da CDU. A manutenção mais simples das ruas, a limpeza urbana, a recolha do lixo, etc. tudo isto eram serviços perfeitamente implementados e a funcionar em velocidade de cruzeiro, que passaram a ser prestados deficientemente. A cultura de Beja sofreu um retrocesso de anos. Claro que não são estas as áreas estruturantes que desenvolvem uma cidade, mas são aquelas que todos os cidadãos notam porque as sentem diariamente. JPV dedicou-se a arrumar a casa, leia-se a caçar bruxas, e a reorganizar os serviços do município de forma a colocar os funcionários em que não confia em posições não determinantes. Acontece que esses funcionários são aqueles que têm a experiência de manter o barco a navegar normalmente. JPV dedicou-se mais a lamentar-se e a invectivar os malandros comunistas, do que a incentivar e a conquistar a colaboração dos funcionários municipais.
LG, concordo consigo e no seu escrito. As reacções contrárias são positivas porque gritam a plenos pulmões que alguém tocou na ferida.
Depois desta visita, e de verificar que tenho perdido coisas interessantes, estou a ponderar voltar à blogosfera e, quiçá, a reactivar o meu castro.verde.blog.

Comentário de João Nuno Sequeira, aqui deixado a 19 de Outubro de 2010 às 23:31

"Desta vez, afundou-se mesmo."

Não conheço pessoalmente nem um (LG), nem outro (JPV), apesar de ser cliente assíduo deste espaço... Nesta questão parece-me que LG, esteve muito mal, sobretudo por saber (muito bem, até pelo seu percurso) que um ano não dá para rigorosamente nada (é assim em Alvito, Viana do Alentejo, Beja...). Pode-se mudar o estilo de "governar"... e pouco mais. Um balanço sério só pode ser feito no final do mandato (como muito bem sabe, uma vez mais). É claro que isso não é motivo para impedir uma crítica, sobretudo se construtiva. A sua hesitação em publicar ou não o texto, denuncia insegurança, mas também que a sede de protagonismo lhe toldou o espírito. Embora não me situe na sua área política, tenho alguma consideração por si, mas lamento que o seu fanatismo, por vezes, o leve longe demais. Demagogia e hipocrisia são adjectivos que se podem associar à sua missiva. Desta vez, afundou-se mesmo. Tenho pena.

Comentário de MR, aqui deixado a 19 de Outubro de 2010 às 01:25

"A Pressão Popular está vencendo!"

Somente nas últimas semanas, membros da comunidade Avaaz ganharam uma série de vitórias ao redor do mundo. Juntos nós estamos dando passos firmes em direção ao mundo que queremos -- e a imprensa está começando a se interessar pelo nosso movimento, com grandes veículos como The Economist, o Le Monde da França e Der Spiegel da Alemanha escrevendo matérias dedicadas às vitórias de campanha da Avaaz.

Pode ser desanimador olhar os problemas do mundo de hoje - mas estes exemplos inspiradores demonstram que estamos no caminho certo. Precisamos continuar unidos, agindo e acreditando que é possível mudar. Vamos celebrar estas vitórias com outros membros da Avaaz ao redor do mundo e sonhar com o futuro que queremos. Deixe um comentário abaixo e vamos continuar com este compromisso incrível!

 

Uma campanha online massiva pela comunidade Avaaz no Brasil ganhou uma surpreendente vitória contra a corrupção. A Ficha Limpa é uma proposta ousada que impede qualquer político condenado por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro de de candidatarem. Com quase 25% do Congresso sob investigação por corrupção, muitos diziam que a Ficha Limpa nunca seria aprovada. Mas depois que a Avaaz lançou a maior campanha on-line da história brasileira, ajudando a construir uma petição de mais de 2 milhões de assinaturas, 500 mil ações on-line, e dezenas de milhares de telefonemas, nós ganhámos! A mídia tem chamado de Ficha Limpa de uma verdadeira "revolução na política brasileira".

Comentários recentes

  • Anónimo

    Os deputados vão de férias descansados. Quem fica ...

  • Anónimo

    É evidente que é bom negócio. A questão é quando p...

  • Anónimo

    Para os seres humanos a saúde faz parte do seu bem...

  • Anónimo

    Há, desde que haja dinheiro nos bolsos.

  • Anónimo

    Sunsets, galas, misses, a pseudo burguesia bejense...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds