Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

"Não concordo com a perspectiva de JPV"

Não concordo com a perspectiva de JPV nem a forma como (não) respondeu às questões que lhe foram colocadas.
Continua a (ab)usar da ideia que as dividas herdadas não o deixam executar os seus projectos e basta ler o ultimo relatório da DGAL para se perceber que os valores em divida, para um Município como Beja, não são nada por ai além.
Este 1º ano de mandato foi passado a perseguir boa parte dos trabalhadores da Câmara e a fazer festinhas que se julgam de "elite". Estas, quando acaba o cheiro a pólvora (ou a vinho), acabam ai mesmo. Não fica nada. Ficam as roupinhas que cada um comprou para mostrar nesse dia e nada mais. É este o modelo de desenvolvimento que a CIDADE e o Concelho de Beja precisam? Tenho mesmo muitas dúvidas.
Não sou eleitor de Beja mas gosto de política e de autarquias em particular.
Penso que o PS aproveitou uma conjuntura favorável e na soma com os votos do PSD capitalizou todos os desgastes e descontentamentos que o exercício da governação, mesmo local, sempre provoca.
Tenho muitas dúvidas que no final deste mandato o PS tenha condições para repetir a "gracinha", primeiro porque se está a fragmentar, a implodir, e depois porque o PSD não voltará a ser o mesmo.
Fica a minha opinião.

Comentário de OLHEIRO,  aqui deixado a 19 de Outubro de 2010 às 10:13

"Este seu balanço não lhe correu bem!"

Meu Caro Lopes Guerreiro, como sabe, tenho por si elevada estima e consideração. E só por isso é que comento este post!
Se já tinha sido infeliz no comentário do palhaço - ficou no ar a ideia de que chamou palhaço ou Pulido -, este seu balanço não lhe correu bem! Este… podia ser um post do BejaHoje ou de alguns anónimos!
De si, esperava-se mais! Que soubesse dirigir-se aos seus, para lhe pedir comportamentos diferentes! Mas escolheu o caminho mais fácil! Muitos aspectos que refere no texto mereciam debate, mas não serei eu a fazê-lo, porque estou saturado de politiquices!
Com renovada estima, hoje em grande desacordo!

Comentário de H, aqui deixado a 18 de Outubro de 2010 às 12:09

“Segurem-me senão eu mato-te...”

O novo presidente da Distrital de Beja do PSD considera que “à luz dos compromissos internacionais e, sobretudo, da imagem internacional que o país tem que ter neste momento para que não entre em bancarrota, o PSD deve viabilizar o Orçamento [de Estado] por via da abstenção”. Mário Simões defende que o Partido deveria anunciar, ou “já” ou daqui a “algum tempo”, a apresentação na Assembleia da República de uma Moção de Censura. De acordo com o líder do Partido Laranja em Beja “este Governo não tem condições políticas objectivas para continuar a governar”.

Arquitecto bejense vencedor de concurso internacional

Num total de cerca de seiscentos candidatos, de vários pontos do mundo, depois limitados a 30, já na recta final do concurso internacional "A House in Luanda", integrado na segunda edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa, que se encontra a decorrer até Janeiro de 2011, saiu vencedor o projecto do arquitecto, natural de Beja, Pedro Sousa e idealizado também por Tiago Ferreira, Tiago Coelho, Bárbara Silva e Madalena Madureira.

Filho do conhecido cirurgião de Beja Carlos Sousa, o arquitecto bejense que venceu o concurso internacional "A House in Luanda", viveu e estudou na sua cidade até aos 17 anos de idade. Pedro Sousa licenciou-se em Arquitectura, na Universidade de Coimbra e quando terminou o curso fez um ano em Itália, País onde leccionou também em duas universidades. Está a realizar o doutoramento na Universidade Técnica de Madrid, tem o seu atelier em Lisboa, projectos a serem terminados em Itália e em diferentes locais de Portugal, entre eles, Beja, cidade onde vem com regularidade, para ver a família e os amigos de infância.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Fartura de partidos! Tudo quanto é demais não pres...

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds