Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Querem mesmo acabar com o Diário do Alentejo

Face notícias destas só se pode concluir que querem acabar com o Diário do Alentejo. Não estes ou aqueles mas todos. Se for assim gostava que algum autarca, designadamente os que têm maiores responsabilidades na AMBAAL, o afirmasse explicitamente.

Desde que na AMBAAL não existe uma maioria partidária que o que se tem verificado é a criação de confusões, o deixa andar e agravar a situação do Jornal, pondo em causa a sua credibilidade e consequente viabilidade.

Este extremar de posições, esta partidarite aguda, esta incapacidade para cooperar na prossecussão de projectos comuns consome energias aos protagonistas que foram eleitos para construir e viabilizar projectos de interesse para as nossas terras e a nossa região e não para se ocuparem de jogos florais e duelos que só nos prejudicam.

É triste o espectáculo que nos é dado a assistir e mais triste ainda é a destruição do principal órgão regional alentejano que estão, senão a provoca, pelo menos, a permitir.

Visita a Toronto, a convite da Casa do Alentejo

 Em 1999,

uma delegação do Alentejo, integrando o Governador Civil de Évora (Henrique Troncho), os presidentes das Câmaras de Alvito (Lopes Guerreiro), Mértola (Paulo Neto) e Portel (Norberto Patinho) e o Grupo de Cantares de Portel visitou a Casa do Alentejo em Toronto, a convite desta.

Entre outras acções, a delgação visitou a sede do Sindicato da Construção, onde posaram em frente do monumento ao trabalhador da construção, visitou a Câmara de Toronto, onde reuniu com o vereador (açoriano) Mário Silva, e assistiu ao descerramento da placa toponímica Rua do Alentejo, em 16.05.1999.

Comentários recentes

  • Munhoz Frade

    O que repetidamente entre nós se assiste é sintoma...

  • Anónimo

    Mas é que não tenhas a minima dúvida.Está tudo pre...

  • Anónimo

    Isso ainda também se esfuma...

  • Anónimo

    Diz-se que o Dr. Frade anda calado porque prepara ...

  • Anónimo

    Abra-se a maternidade com pediatria no regime priv...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds