Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvito é o 9º concelho alentejano com mais baixo poder de compra

Segundo o estudo do INE, referente a 2007, agora divulgado, Alvito tem um poder de compra de 61,37% da média nacional. Dos concelhos da AMCAL só Portel tem pior (54,32). Cuba (67,78), Vidigueira (65,41) e Viana do Alentejo (69,02) apresentam índices mais elevados, apesar de muito aquém da média nacional.

No Alentejo, com pior índice do que Portel só Mourão (52,22), embora Alandroal (55,27) e Mértola (58,27), Arronches (58,51) e Marvão (59,20) não tenham muito melhor.

No lado oposto, com maior poder de compra, aparecem Sines (127,61), Évora (118,94), Beja (110,80), Portalegre (107,28), Campo Maior (96,20), Santiago do Cacém (94,55), Grândola (94,16) e Vendas Novas (91,39).

4 - Até quando...

... vão continuar as antigas instalações dos  Moinhos de Santa Iria - em Beja, junto da Estação do Caminho de Ferro - continuar a degradar-se, sem solução à vista.

Depois de terem sido encerradas na sequência de um incêndio, em meados da década de oitenta, foram adquiridas pela Câmara Municipal de Beja, há meia dúzia de anos.

Ainda me lembro de alguém ter apresentado um projecto que previa a sua adaptação a hotel e, se não estou em erro, a habitação. Segundo consegui apurar terão existido outras intenções de aproveitar aquelas instalações que têm uma presença marcante naquela zona da cidade.

Alguém pode e quer esclarecer o que se passa e, principalmente, o que a Câmara de Beja espera ou projecta fazer para evitar a acelaração da degradação das instalações?

Portugal continua a arder

Ver aqui o que tem ardido desde o princípio do ano.

A Autoridade Nacional de Protecção Civil alerta a população para que não se deve nunca usar o fogo em espaços florestais, recomenda a adopção das necessárias medidas de prevenção e precaução e relembra que é proibido:

- A realização de queimadas ou fogueiras;
- A queima de matos ou de sobrantes;
- O lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
- A utilização de equipamentos agrícolas, que não estejam dotados com dispositivos de retenção de faúlhas.
Portugal sem fogos depende de todos!

São necessárias com urgência, nosvas políticas e novas práticas que ponham um travão a esta desvastação da riqueza nacional.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ah, estamos bem... temos taxas de água, esgoto e l...

  • Zé LG

    Se não disser do que se trata ficamos na mesma, se...

  • Anónimo

    Estranho, sim...

  • Anónimo

    Sem dúvida.Um autentico murro no estomago no todo ...

  • Anónimo

    Concorso, embora há um senão, que não foi esclarec...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds