Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

E de repente passaram a bestiais...

A selecção nacional bateu esta tarde a Coreia do Norte por 7-0, na Cidade do Cabo, numa grande actuação da equipa de Carlos Queiroz, e deu um passo importante rumo aos oitavos-de-final do Mundial 2010.

E assim, de repente, os jogadores e o seleccionador passaram de umas bestas, que nada valiam e nenhuma confiança inspiravam, a bestiais, de que já só se espera que tragam a taça... É assim o futebol, é assim a alma lusitana.

Independentemente do que venham a fazer, Portugal tem um lote de muito bons jogadores e uma boa selecção.

PCP recomenda construção do oleoduto entre Sines e Beja

O Grupo Parlamentar do PCP apresentou um Projecto de Resolução onde recomenda ao Governo a construção de um Oleoduto entre Sines e Beja, defendendo que a sua construção “contribuirá para fazer de Beja um importante centro de distribuição de combustíveis para uma parte muito significativa do distrito e, simultaneamente, contribuirá para a redução das emissões de CO2 resultante do actual sistema de distribuição rodoviário ao mesmo tempo que reforçará a segurança do transporte dos referidos combustíveis o que de modo algum deve ser subestimado”.

O PCP entende que as obras de construção da A-26, entre Sines e Beja, representam uma oportunidade ímpar para, com um custo mínimo, avançar em simultâneo com a construção do “Pipeline”.

PCP saiu à rua em Évora

Uma multidão saiu à rua, na sexta-feira, em Évora, convocada pelo PCP, para denunciar as injustiças e o desastre económico e social, contra a exploração capitalista e as desigualdades, contra o roubo dos salários e o aumento do custo de vida, pelo emprego, em defesa da produção, da justiça social e da soberania nacional, por uma política patriótica e de esquerda.

Durante a acção, Jerónimo de Sousa endereçou uma mensagem de pesar mas também de homenagem pela perda do camarada José Saramago, terminado afirmando que: «Morreu um combatente, um homem de Abril, mas, tal como a vida, a nossa luta continua na situação difícil que estamos a viver no plano económico e social», referiu, alertando para a política de direita que tem vindo a ser realizada pelo Governo do PS, com o apoio do PSD, que quer «impor o roubo nos salários e nas pensões, aumentar os preços [do leite, do pão, dos medicamentos e dos transportes], cortar nos subsídios de desemprego, nas prestações sociais, no investimento público, uma política de privatizações».

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vamos ter nova geringonça. E a ideia, pessoalmente...

  • Anónimo

    Num país em que o maior trambiqueiro político está...

  • Anónimo

    Uma vida saudável depende de muitos outros factore...

  • Zé LG

    A alimentação não é um factor importante para uma ...

  • Anónimo

    Porreiro, pá!É ver para crer!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds