Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Uma ideia para o Diário do Alentejo

Há mais de duas décadas que o PS tem vindo a perseguir o objectivo de acabar com o Diário do Alentejo, pelo menos na versão que tem tido desde que os municípios do Baixo Alentejo adquiriram o seu título em hasta pública e voltou a ser publicado, embora como semanário.

Esse processo que tem utilizado as mais diversas formas, incluindo a de criação de uma empresa intermunicipal para a gestão da gráfica e do Diário do Alentejo, só teve um pequeno interregno de acalmia, que coincidiu com o mandato em que o PS esteve em maioria na AMBAAL.

Hoje, novamente em maioria, embora não absoluta, na AMBAAL, o PS propõe a privatização do Diário do Alentejo, enquanto tem mostrado dificuldades e contradições na nomeação do novo director, depois de ter saudado a atitude do actual director ao colocar à disposição o seu lugar, na sequência das eleições autárquicas.

A CDU tem-se manifestado contra a privatização do Diário do Alentejo, mais por razões ideológicas do que por convicção de pelo menos alguns dos seus autarcas.

A AMBAAL mostrou-se, entretanto, incapaz de viabilizar a empresa intermunicipal da gráfica e do Diário do Alentejo que criou, como acima referimos, tendo encerrado a gráfica sem encontrar uma solução satisfatória para os seus trabalhadores, continuando a situação de alguns por definir e resolver. A eventual privatização do Diário do Alentejo poderá vir agravar mais ainda esta situação.

Como forma de contribuir para uma eventual e satisfatória saída para o beco para que foi atirado o Diário do Alentejo, sugiro uma solução mista que, mantendo o jornal como propriedade da AMBAAL, seja promovida a concessão da sua edição, através de concurso com regras que assegurem algumas questões que me parecem essenciais, como sejam: Evitar que o jornal seja adquirido por um dos grandes grupos de comunicação social, dando preferência a grupos, formais ou informais, de jornalistas; garantir que o jornal continue predominantemente regional e pluralista; assegurar a manutenção do maior número possível dos seus actuais trabalhadores.

Parece-me uma ideia que, pelo menos, pode provocar a abertura de um necessário debate sobre o futuro de um jornal que é também património da região, uma referência para gerações de alentejanos e que continua a ser um elo de ligação da diáspora alentejana à região. É com essa intenção que me atrevi a solicitar a sua publicação no Diário do Alentejo – o espaço adequado -, para dar o pontapé de saída para o debate, que creio poder provocar.

Publicado na edição de hoje do Diário do Alentejo.

“Heróis à moda do Alentejo”

é o livro número dois, daquilo que se pretende que venha a ser uma colecção de referência na preservação dos hábitos e tradições linguísticas das várias regiões do país, depois do sucesso da obra: “Heróis à moda do Porto”, que vai ser apresentado hoje em Ferreira do Alentejo e amanhã em Beja e Moura.

O responsável pelo projecto geral é a editora “Lugar da Palavra” e o editor João Carlos Brito e pelos “Heróis à moda do Alentejo” o autor é Luís Miguel Ricardo, que coordena o projecto, e os contistas convidados são Antónia Silva e Afonso Barroso, Carlos Viegas, João Paulo, Manuela Pina, Marco Maurício, Maria Morais e Paulo Godinho.

Luís Miguel Ricardo frisou que “neste livro pretende-se, acima de tudo dar a conhecer as tradições do Alentejo”, sendo “A segunda parte dos «Heróis à moda do Alentejo» composta por um Dicionário Parrascana, um glossário com termos da tradição oral alentejana”.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ora aqui está uma área em que os nossos autarcas s...

  • Anónimo

    Está tudo dito... nada a acrescentar! Incapacidade...

  • Anónimo

    "O Ministério do Planeamento anunciou esta quinta-...

  • Anónimo

    Se os autarcas locais , independentemente da cor p...

  • Anónimo

    Conordo em absoluto com o comentário anterior.O di...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds