Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Almodôvar o concelho mais saudável”

Zé LG, 26.05.10

A Câmara Municipal de Almodôvar quer ser o concelho mais saudável do país e para alcançar este objectivo assinou um protocolo de colaboração com a Fundação Professor Fernando de Pádua e a Fundação Calouste Gulbenkian, para que estas apliquem, no concelho, políticas de intervenção e prevenção de doenças.

Com o nome “Almodôvar o concelho mais saudável”, o programa tem a duração de cinco anos e vai sensibilizar as populações para modos de vida mais correctos e alertar para os problemas resultantes do stress e de hábitos sedentários.

A população vai poder realizar vários exames, rastreios, workshops e acções de formação. Depois dos exames realizados à população de Almodôvar, os dados vão ser tratados cientificamente pela Fundação Fernando de Pádua e vão ser divulgados. A intenção é perceber o estado de saúde do concelho para corrigir atitudes e incentivar estilos de vida mais benéficos.

Até quando?

Zé LG, 26.05.10

De acordo com o relatório de dívidas a fornecedores e outros credores apresentado na Assembleia Municipal de Cuba de Abril passado, a dívida à AMCAL continua a subir atingindo actualmente o montante de 266.000€ (206.000€, um ano antes)

Para além de uma demonstração de gestão incompetente esta situação é um claro desrespeito pelos outros Municípios vizinhos que cumprem de forma regular as suas obrigações para com a associação.

Por outro lado, levanta questões éticas e morais à maioria socialista (?) em virtude de durante o ano de 2009 ter autorizado o corte de água a munícipes que deviam cerca de 15 ou 20 € de água por incumprimento nas suas obrigações e na prática o Município foi o mais prevaricador não cumprindo com as suas funções.

 

O que leva os outros municípios associados a contemporizar com esta situação, que obriga os seus munícipes a financiar, indirecta e involuntariamente, a actividade da Câmara Municipal de Cuba? Até quando isto vai continuar a acontecer?

É preciso que se saiba que:

Zé LG, 25.05.10

 

 

"... os portugueses comuns (os que têm trabalho) ganham cerca de metade (55%) do que se ganha na zona euro,

mas os gestores portugueses recebem, em média:

- mais 32% do que os americanos;

- mais 22,5% do que os franceses;

- mais 55 % do que os finlandeses;

- mais 56,5% do que os suecos"
(dados de Manuel António Pina, Jornal de Notícias, 24/10/09)

E são estas "inteligências" (?) que chamam a nossa atenção: "os portugueses gastam acima das suas possibilidades".

Recebi por e-mail.

LPN promove petição à AR para travar a perda de biodiversidade no PNSACV

Zé LG, 25.05.10

Preocupada com a drástica degradação dos valores de biodiversidade no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV), a LPN lançou uma petição online com o objectivo de levar este assunto à Assembleia da República, que pode ser assinada em http://www.lpn.pt/site.html.

Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial da Faixa Piritosa Ibérica

Zé LG, 25.05.10

foi criado, através da assinatura em Almodôvar de um convénio transfronteiriço, constituído pelas câmaras de Aljustrel, Almodôvar, Castro Verde, Mértola e Grândola, por oito municípios espanhóis da zona de Huelva, pela Associação de Defesa do Património de Mértola e pelo Instituto de Desenvolvimento Social de Portugal, tendo por base a Faixa Piritosa Ibérica, que tem início no Vale do Sado e prolonga-se ao longo de 250 quilómetros, até ao Vale de Guadalquivir (Espanha), que terá por objectivo “dar prioridade à cooperação entre entidades de territórios mineiros com necessidades comuns de desenvolvimento económico e social”.

«A Metamorfose de Efigénia»

Zé LG, 25.05.10

é o título do novo livro do escritor Miguel Urbano Rodrigues,

que fala de uma mulher e das suas «fantasias»,

foi apresentado no sábado, em Matosinhos,

e vem acompanhado de «uma estória de Ana Catarina Almeida».

A obra, editada pela Calendário de Letras,

inclui cinco perfis e 12 estórias,

uma das quais deu o nome ao livro.

Destas, 11 são da autoria Miguel Urbano Rodrigues

e uma, intitulada «Anos Roubados»,

é de Ana Catarina Almeida, sua mulher.

"Quando alguém recebe uma informação valiosa e se beneficia dela, tem obrigação moral de partilhar com todos"

Zé LG, 25.05.10

ATENÇÃO para quem tem CARRO  com AR CONDICIONADO.

Não ligue o ar condicionado logo que entrar no carro.

Por favor, abra as janelas assim que  entrar no carro, e não ligue logo o ar condicionado. De acordo com pesquisas, o painel de instrumentos, assentos e tubagens de refrigeração emitem benzeno, uma toxina causadora de câncer… (Note o cheiro de plástico quente dentro do carro). Além disso, envenena os ossos, causa anemia e reduz os glóbulos brancos.

O nível interior aceitável de  benzeno é de 0,05 g por cm2. No interior de um carro estacionado   com as janelas fechadas contém de 0,37 a 0,74 mg de benzeno. Se estiver estacionado sob o sol, a uma temperatura superior a 16ºC, o nível de benzeno sobe para 1,84-3,68 mg  (40 vezes superior ao nível aceitável) e as pessoas aspiram uma quantidade enorme de toxinas.

Recomenda-se abrir as janelas e portas para que o ar quente possa sair,  antes de ligar o ar condicionado. O benzeno é uma toxina que também afecta os rins e fígado.  É uma substância tóxica muito difícil de ser expelida pelo organismo.

Recebido por e-mail.

Câmara de Ponte de Sor retirou subsídio ao CRIPS

Zé LG, 24.05.10

A Câmara Municipal de Ponte de Sor retirou o subsídio mensal, no montante de mil euros, atribuído desde 2005, ao Centro de Recuperação Infantil daquela cidade, considerando que “os pressupostos que motivaram a sua atribuição já não se mantêm”.

O presidente da instituição, Joaquim Castanheira, mostrou-se surpreendido, afirmando que não encontra explicação para esta decisão da autarquia e adiantou que as despesas da instituição aumentaram substancialmente desde 2005 e que a não atribuição do subsídio poderá obrigar à redução de postos de trabalho.

"Ruralidades ao Serão" para "Dar vida aos anos”

Zé LG, 24.05.10

A Junta de Freguesia de Ferreira do Alentejo organiza, a partir de hoje, no espaço "Ruralidades", a primeira acção de âmbito cultural inserida no programa "Ruralidades ao Serão", que tem como meta a dinamização do espaço e a promoção e divulgação do património oral. O programa prevê a encenação, esta noite, de duas pequenas peças de teatro pelos utentes dos pólos de animação de idosos da freguesia. Será também feita a apresentação do projecto "Dar vida aos anos” e do diagnóstico de saúde do concelho de Ferreira do Alentejo.

“Desenvolvimento Sustentado da Inovação Empresarial”

Zé LG, 24.05.10

é o tema do workshop que o NERBE/AEBAL - Associação Empresarial do Baixo Alentejo e Litoral, em parceria com a COTEC Portugal - Associação Empresarial para a Inovação, está a organizar, aberto a todos os interessados, e que irá ter lugar no próximo dia 27, pelas 14h30, nas instalações do NERBE/AEBAL.

Este Workshop tem por objectivo a divulgação do modo como a gestão da inovação pode contribuir para o reforço das vantagens competitivas das empresas, no quadro de uma economia cada vez mais globalizante e assente no conhecimento. Serão, também, apresentados alguns instrumentos de suporte à gestão da inovação, disponíveis para utilização pelas empresas.

Para mais informações poderão consultar o site www.nerbe.pt ou contactar os nossos serviços através do 284 311 350.

Viana do Alentejo "Caminha contra a Pobreza"

Zé LG, 24.05.10

“Caminhar contra a Pobreza” é o tema de uma caminhada que o Município de Viana do Alentejo, em parceria com o Centro de Saúde local, realiza dia 29, no âmbito do mês do Coração.
No Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social, a iniciativa pretende angariar bens alimentares, produtos de higiene, roupas e brinquedos no acto da inscrição para distribuir, posteriormente, pelas famílias mais carenciadas do Concelho.

O povo não reage?

Zé LG, 23.05.10

"O povo saiu à rua para festejar a vitória do Benfica e eu, apesar de ser do FC Porto, não achei mal. As pessoas têm o direito de ficar alegres.

O povo saiu à rua para ver o Papa e eu, apesar de ser agnóstica, não acho mal. As pessoas têm direito à sua fé.

O povo vai à Covilhã espreitar a selecção e eu, apesar de não ligar nenhuma, não acho mal. As pessoas têm direito ao patriotismo.

O governo escolhido pelo povo impõe medidas de austeridade umas atrás das outras, aumentando os impostos e não abdicando dos mega investimentos. O povo não reage. Não sai à rua. Reclama à boca pequena e cria grupos zangados no Facebook.

É triste que este povo, que descobriu meio mundo, não imprima à reivindicação dos seus direitos a mesma força que imprime à manifestação das suas paixões."

Recebido por e-mail

Porque é que cá não acontece o mesmo?

Zé LG, 23.05.10

Os directores de bancos islandeses que arrastaram o país para a bancarrota em finais de 2009 foram presos, sob a acusação de conduta bancária criminosa e cumplicidade na bancarrota da Islândia.

Na lista de possíveis detenções nos próximos dias e semanas estão mais de 125 personalidades da antiga elite política, bancária e financeira, com destaque para o ex-ministro da Banca, o ex-ministro das Finanças, dois antigos primeiros-ministros e o ex-governador do banco central.

A hipótese de cadeia e confiscação de bens paira também sobre uma dezena de antigos deputados, cerca de 40 gestores e administradores bancários, o antigo director da Banca, os responsáveis pela direcção-geral de Crédito e vários gestores de empresas que facilitaram a fuga de fortunas para o estrangeiro nos dias que antecederam a declaração da bancarrota.

Museu da Alfaia Agrícola de Estremoz reabre ao público

Zé LG, 23.05.10

O acervo do Museu da Alfaia Agrícola vai ser transferido do antigo edifício da EPAC onde se encontra, para um armazém pertencente à mesma empresa, situado na zona industrial de Estremoz, e irá reabrir ao público no final de 2011 ou no primeiro semestre de 2012.

Considerado como o “mais importante” espaço etnográfico existente no Alentejo, o Museu da Alfaia Agrícola encerrou em 2004, devido à elevada degradação do imóvel, pois "era impossível garantirmos a segurança de quem nos visitava", afirmou Hugo Guerreiro, director do Museu Municipal de Estremoz.

Hugo Guerreiro espera que a nova localização do acervo seja apenas provisória e confessou que o seu sonho era que este fosse transferido para a "Casa das Fardas", situada junto ao castelo. "Nesta zona há estacionamento, bons acessos, fica localizado junto ao Museu Municipal de Estremoz, Pousada, e, desta forma, era possível criar mais um ponto de interesse e até de revitalização e recuperação desta zona".

O museu nasceu após uma mostra da antiga lavoura do concelho, que decorreu em 1979 durante as festas da Exaltação da Santa Cruz, em Estremoz, e em 1987 a colecção foi exposta no local onde se encontra ainda hoje. Em 17 salas, os visitantes poderiam observar os equipamentos que caracterizam um cenário de vida rural, nomeadamente, arados, charruas e outras alfaias, selas, arreios, medidas, entre outros!

Prazer sem fim

Zé LG, 22.05.10

O Alentejo é sempre bonito. Mas na Primavera, por esta altura, apreciar a sua paisagem constitui um prazer sem fim.

Na policromia da sua paleta de cores, predominam os verdes, de vários tons, das espécies persistentes que constituem os montados de azinho e sobro, os olivais e os matos, embora estes se cubram de branco, amarelo, lilás e rosa, quando as espécies que o compõem florescem.

Nas áreas de cultivo, as metamorfoses sucedem-se a ritmo galopante. Os verdes das searas, ponteados a vermelho, branco ou amarelo das ervas, amarelecem à medida que o tempo aquece, e convivem com os castanhos, de vários tons, das terras lavradas que em pouco tempo se cobrem de verde e amarelo dos girassóis ou de outras cores consoante as culturas, e com as mais variadas paletas de cores de ervas que proliferam nos pousios.

Mesmo que todos os dias passemos pelos mesmos locais, todos os dias a paisagem se nos apresenta diferente.

Maiorca, hoje, no Pax-Júlia, pela Companhia Paulo Ribeiro e Pedro Burmester

Zé LG, 22.05.10

Ficha Técnica e Artística
Direcção e coreografia Paulo Ribeiro
Intérpretes Eliana Campos, Leonor Keil, Rita Omar, Gonçalo Lobato, Peter Michael Dietz e Romulus Neagu
Música F. Chopin (24 Prelúdios)
Interpretada por Pedro Burmester
Desenho de Luz Nuno Meira
Montagem e Operação Cristóvão Cunha
Cenografia (Conceito) Paulo Ribeiro
Execução Paulo Matos E Nelson Almeida

Produção Companhia Paulo Ribeiro

Veja toda a informação aqui.