Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Partidos deviam ter organização que privilegiasse ideias e não as pessoas

O deputado do PS António José Seguro defendeu hoje que "É necessário introduzir uma nova organização que privilegie as ideias e as propostas se não os partidos transformam-se em exércitos eleitorais".

Defendendo a existência de eleições diretas para a escolha dos líderes dos partidos, lamentou que os partidos se juntem mais para discutir as pessoas e o poder do que as ideias e propostas políticas.

“Pensamentos Fragmentados” em Montemor-o-Novo

A Editorial Minerva, a Câmara Municipal de Montemor-o-Novo e o autor, realizam uma sessão de apresentação da obra poética Pensamentos Fragmentados de Fernando Reis hoje, pelas 16h30, no Auditório Da Biblioteca Municipal de Montemor-o-Novo, coordenada pelo “animador de ideias” Ângelo Rodrigues, apresentação da obra por Maria da Conceição Malta da Cruz e selecção e leitura de dois poemas da obra por Rosa Souto Armas, seguida de momento musical pela Academia de Música Musiclass.

Fernando Manuel Ruas dos Reis nasceu em 4 de Maio de 1963 no concelho de Santiago do Cacém, distrito de Setúbal. Aos quatro anos de idade veio morar para Montemor-o-Novo onde vive ainda hoje em dia. Completou o 9.º ano de escolaridade e começou a trabalhar, experimentando múltiplas profissões: trabalhador agrícola, operário da construção civil, por conta própria no ramo da restauração e fiscal de obras. Actualmente exerce a profissão de administrativo na Câmara Municipal de Montemor-o-Novo. Dotado, como se pode ver, de uma enorme experiência de vida, casado e pai de três filhos, publica o seu primeiro livro de poesia, «Retalhos de um Pensamento» em Maio de 2005. Em Novembro de 2005, regressa à escola, disposto a completar o 12.º ano, o que consegue com sucesso. É, neste período da sua vida, que elabora a maior parte dos poemas que compõem este livro.

"Alentejo - Terra e Mar"

é o nome da exposição de pintura de António Saiote, que vai ser inaugurada hoje e vai ficar patente até ao dia 24 de Maio, no Museu Municipal de Santiago do Cacém.
O autor asceu em Setembro, em Alvalade Sado, licenciou-se em Agronomia no I S A, estudou pintura na Arteilimitada, em Lisboa e frequentou, em Florença, um curso de Desenho e História de Arte na SACI (Studio Art Centers International ), com o Pintor Jules Maidoff e a Profª Linda Reynold. Usou, entre 1989 e 1993, o pseudónimo” Sado “.

 Vem expondo com certa regularidade, desde 1982, tendo participado em exposições colectivas, e desde 1994 levou a efeito exposições individuais. Tem exposto em diversas galerias e participado em concursos (cartazes e medalhas).
Elaborou rótulos para marcas de vinhos, logótipos e postais. Ilustrou publicações técnicas (“ Acerca do Porco” do Dr José Reis, “ IFADAP - 25 Anos”) e livro de poesia (“Cartografia das águas”de Ester Guedes).

 

 

Comentários recentes

  • Anónimo

    Está tudo dito... nada a acrescentar! Incapacidade...

  • Anónimo

    "O Ministério do Planeamento anunciou esta quinta-...

  • Anónimo

    Se os autarcas locais , independentemente da cor p...

  • Anónimo

    Conordo em absoluto com o comentário anterior.O di...

  • Anónimo

    O problema é que em Beja este ou outro tema verdad...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds