Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O abandono de José Catalino

José Catalino deixou de ser funcionário e abandonou a Comissão Política e a coordenação da Direcção Regional do Alentejo (DRA) do PCP, sendo substituido nestas últimas funções por João Dias Coelho, que é igualmente da Comissão Política do Comité Central.

Enquanto José Catalino foi eleito em Assembleia Regional para exercer aquelas funções, Dias Coelho foi nomeado pelo Secretariado do Comité Central.

Desconheço ainda as razões do abandono de José Catalino, o seu destino e a explicação oficial, que ainda não terá sido aresentada à organização partidária. Há quem entenda que a sua saída estará ligada aos maus resultados obtidos peçla CDU nas últimas autárquicas.

O ónus da prova dos políticos

Ao contrário do que acontece nas restantes situações, na política cabe aos políticos provar que são sérios e honestos quando sobre eles recaem suspeitas e não à opinião pública (nem à publicada) provar estas.
Se Sócrates não quiser entender isto e insistir em mostrar-se acima de quaisquer suspeitas tem os seus dias de líder político contados. É apenas uma questão de encontrar o momento mais oportuno para apeá-lo. Este contra-ataque que encetou nos últimos dias e que vai prolongar por mais alguns de nada lhe valerá e até pode contribuir ainda mais para o seu desgaste, porque revela não querer assumir a necessidade de reverter para si o ónus da prova. O seu fim poderá ser penoso para si e para os que o têm apoiado.

É assim que termino um texto que publiquei aqui.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não podes estar mais longe. O eterno e sempre à mã...

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds