Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“A Ilha das Duas Primaveras”

Zé LG Zé LG, 06.02.10

é o terceiro romance de Carlos Campaniço, natural de Safara, que é apresentado hoje, pelas 15 horas, na antiga fábrica de Moagem de Safara,  e que tem por base uma ilha no Mediterrâneo que ainda não foi descoberta “…e é um livro tripartido de acção, onde primeiro passa a acção num local não identificado no Mediterrâneo, depois dá-se uma viagem até a personagem principal encontra a ilha e depois, finalmente, encontra a tal ilha ainda a viver como no tempo da Grécia Antiga, no tempo da Grécia Clássica, é uma história de amor, com contornos históricos, num tempo dividido entre um período clássico e um período mais contemporâneo…”.

“As nossas Modas”

Zé LG Zé LG, 06.02.10

é o primeiro trabalho discográfico do Grupo de Cantares da Serra de S.Martinho, que é apresentado por José Alberto Sardinha e José Francisco Colaço, este sábado, no Salão do Centro Social de Amoreiras-Gare, contando com um tarde cultural, onde não faltarão os cantadores de despique e baldão, os poetas e os cantores de intervenção Francisco Fanhais e Afonso Dias.

Antero Silva da Associação para o Desenvolvimento de Amoreiras – Gare disse que foi a ausência de um registo desta forma de cantar - o cante ao baldão e despique - e de forte tradição nesta zona do concelho de Odemira, que levou ao surgimento deste projecto.

Workshop sobre "Cogumelos Silvestres"

Zé LG Zé LG, 06.02.10

Alunos do 2º ano do curso de Biologia da ESAB, com o apoio da Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo, realizam, hoje, na localidade de Gasparões, um workshop sobre “Cogumelos Silvestres” - “uma formação extra-disciplinar, que tem por base a observação e identificação de cogumelos silvestres. Sensibilizar para a distinção entre espécies comestíveis e não comestíveis, assim como, para a necessidade de preservação deste fungo dentro do ecossistema, não fazendo uma apanha descontrolada são os objectivos. Por todos estes motivos, a formação é dirigida à comunidade escolar e população em geral”.