Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Decisão de avançar com a Reforma Agrária foi tomada há 35 anos

Cumprem-se hoje 35 anos sobre a decisão tomada em Beja, na Capricho Bejense, de avançar com a implementação da Reforma Agrária em Portugal, uma data histórica, num processo que teve início neste distrito, mercê da assinatura dos primeiros contratos de trabalho no sector agrícola, em alguns casos não cumpridos pelos proprietários das terras e que levou há ocupação das mesmas.

José Soeiro, na altura presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agrícolas e um dos intervenientes no processo, recorda que a assembleia “marcou uma reviravolta” num sector onde havia “14.000 desempregados, nas 72 freguesias do distrito”, presentes no encontro. A Reforma Agrária era uma “bandeira política”, que foi necessário levar à prática “face à postura dos proprietários de não produzirem e promoverem o desemprego dos trabalhadores“, casos em que as terras foram ocupadas.

Nas memórias da Reforma Agrária, José Soeiro, recorda a resistência dos proprietários, como foi o caso do Monte do Outeiro, na freguesia de Santa Vitória, concelho de Beja, ocupado em 10 de Dezembro de 1974, e que posteriormente foi alvo de uma intervenção do Estado por se tratar de um caso de “sabotagem económica”.

Há «discrepância» nos apoios às artes no Alentejo

A ministra da Cultura afirmou-se insatisfeita com a «discrepância» existente entre os apoios anuais às artes para o Alentejo e os previstos para outras regiões, garantindo que vai «alterar» a situação, contestada por agentes culturais alentejanos. «Não gosto. Não fico nada satisfeita por saber que há uma região do País que, à partida, é condicionada do ponto de vista dos apoios. É uma situação que eu irei alterar», afirmou Gabriela Canavilhas.

O grupo Teatro Fórum de Moura apelou ao aumento do financiamento destinado ao Alentejo, a região «mais prejudicada» no concurso deste ano. O Teatro Fórum de Moura, a companhia Lendias d'Encantar (Beja) e a Associação 3 em Pipa (Odemira) vão divulgar uma posição conjunta sobre a «discriminação» do Alentejo na distribuição das verbas.

A DORBE do PCP expressou a sua solidariedade com os criadores culturais do distrito de Beja, uma vez que, de todo o País, o Alentejo surge como a região mais discriminada quanto aos apoios a serem concedidos, dadas as condições pré-estabelecidas pelo aviso de abertura de candidaturas difundido pelo Ministério da Cultura.

As coisas estão a mudar… e de que maneira!

A AMDE tomou a decisão política de suspender a Volta ao Alentejo em Bicicleta em 2010, a pouco mais de dois meses da 28ª edição ir para a estrada entre 7 e 11 de Abril, o que não surpreende tendo em conta que “a aversão” de alguns autarcas do PS à continuidade da corrida deixava antever como sendo “um dado adquirido”, em consequência da alteração política registada nas últimas autárquicas.

Com o fim da Volta ao Alentejo, desaparece uma das mais carismáticas corridas velocipédicas, a única prova no mundo, de categoria internacional, em que nenhum corredor conseguiu repetir vitória. A Volta ao Alentejo em Bicicleta, com a categoria 2.1, a máxima das corridas em Portugal, era uma das seis provas lusas incluídas no calendário da União Ciclista Internacional (UCI) para a presente temporada.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Os deputados vão de férias descansados. Quem fica ...

  • Anónimo

    É evidente que é bom negócio. A questão é quando p...

  • Anónimo

    Para os seres humanos a saúde faz parte do seu bem...

  • Anónimo

    Há, desde que haja dinheiro nos bolsos.

  • Anónimo

    Sunsets, galas, misses, a pseudo burguesia bejense...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds