Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Operações da GNR fizeram várias detenções no Distrito de Beja

Nas últimas 24 horas, a GNR efectuou várias detenções, no âmbito de um conjunto de operações realizadas nos distritos de Porto, Beja e Setúbal, que tiveram como objectivo a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras.

Embora sejam resultados provisórios, destas operações resultaram 38 detenções, das quais 16 por condução sob o efeito do álcool, 19 por condução sem carta, e três por ameaças, injúrias e agressões a agente de autoridade. Foram elaborados ainda 39 autos de notícia para tribunal e 880 autos de contra-ordenação a legislação diversa e apreendidos vários tipos de munições e explosivos, como por exemplo uma granada de instrução.

Porque leva tanto tempo?

O presidente do Município de Beja acredita que vai ser possível aprovar as Grandes Opções do Plano na reunião ordinária da Assembleia Municipal de Fevereiro. Antes, o documento terá que ser discutido e aprovado em reunião de Câmara ao que tudo indica isso deverá a acontecer no próximo dia 20.

Até que o documento seja aprovado a gestão da autarquia vai ser feita por duodécimos, na opinião de Jorge Pulido Valente a questão não é problemática mas admitiu que seria complicado se a situação se prolongasse por vários meses.

Segundo sei, é a primeira vez que o Plano e o Orçamento do Município de Beja não são aprovados dentro dos prazos previstos na legislação. Embora daí não resulte nada de grave, pelo menos nos primeiros meses do ano, é sempre uma situação indesejada para quem governa. A que se deve esta situação – a problemas levantados pelas oposições ou a dificuldades próprias da maioria PS? Não me parece, se for esta última a explicação, que seja um bom começo da nova maioria, porque dá a ideia de que não estava preparada para governar. Trata-se dos principais documentos orientadores de toda a actividade municipal…

Revista Pormenores volta a ser editada em 2010

A equipa da Revista Pormenores (www.pormenores.pt) reformulou estratégias, procurando adaptar-se da melhor forma à realidade da região. Com uma periodicidade que passa a bimestral, a apresentação dos temas escolhidos torna-se ainda mais cuidada e a escolha do público-alvo mais concisa.

A utilização das plataformas on-line passa também a fazer parte integrante da forma como a Pormenores continuará a chegar aos leitores. A maximização de todas as ferramentas disponíveis – Blog, Twitter, Facebook, Youtube, Flickr, MySpace, Behance e LinkedIn – proporcionarão uma presença constante de conteúdos, actualizados frequentemente, e permitirão aos leitores acompanhar o dia-a-dia do Alentejo.

Projectada para “sobreviver” com um baixo orçamento financeiro, com a Redacção Editorial constituída por Alcides Parreira, Ângela Mendes e Paulo Barbosa, a Revista Pormenores encontrou finalmente os parceiros certos que permitem a continuidade de uma publicação centrada na região Alentejo.

Sedeada no Alentejo e mantendo a distribuição nacional, procura dar uma visão dinâmica da região, longe dos estereótipos tantas vezes redutores e até negativos que os meios de comunicação nacional tentam fazer passar.

Informação recebida por e-mail.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ah, estamos bem... temos taxas de água, esgoto e l...

  • Zé LG

    Se não disser do que se trata ficamos na mesma, se...

  • Anónimo

    Estranho, sim...

  • Anónimo

    Sem dúvida.Um autentico murro no estomago no todo ...

  • Anónimo

    Concorso, embora há um senão, que não foi esclarec...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds