Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Mau tempo provoca estragos no Alentejo

Mais de uma dezena de pequenas inundações, em habitações e estradas, foram registadas hoje à tarde nos distritos de Beja e Évora, devido à chuva intensa que caiu em vários concelhos, informaram os bombeiros.

A partir das 16h40 e durante duas horas, aconteceram quatro inundações em Vila Viçosa. "Três delas foram em habitações e uma foi na Estrada Nacional 254, que liga Vila Viçosa à variante por onde se segue para Bencatel, em que o trânsito chegou a estar condicionado" e outras três pequenas inundações no concelho de Alandroal.

No distrito de Beja, entre as 13h00 e as 16h00, verificaram-se quatro pequenas inundações, duas delas em Cuba, uma em Vidigueira e outra em Ferreira do Alentejo.

Além das situações decorrentes da chuva que caiu durante o dia na região, que, ao início da tarde, já tinha provocado cinco pequenas inundações em Borba, registaram-se ainda quedas de árvores devido ao vento forte, em Almodôvar (duas árvores caídas), Odemira (uma), Vila Viçosa (uma) e Elvas (uma).

O vento forte arrancou hoje, cerca das 12h30, várias árvores e chapas de metal no recinto da Escola Secundária de Vila Viçosa, levando à suspensão das aulas, que devem ser retomadas amanhã, para que a direcção do estabelecimento de ensino apure os prejuízos.

Fonte: Diário Digital / Lusa

Sindicato preocupado com "lavra ganaciosa" da Somincor

Luís Sequeira, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM), classificou de “lavra gananciosa” a exploração que está a ser desenvolvida na mina de Neves-Corvo, opinião justificada pelo facto da administração da Somincor ter recentemente defendido a alteração do horário de trabalho, “aumentando a carga horária de segunda-feira a sábado”, o que em plenário, os trabalhadores da mina rejeitaram.

Exposição de Arte do Alentejo com 110 000 visitantes em Lyon

Após quatro meses de intensa actividade, a exposição “Portugal Eternel – Patrimoine de la Région de l’Alentejo” concluiu a sua presença em Lyon, no Musée d’Art Religieux, contando com cerca de 110 000 visitantes, segundo nota de imprensa do Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja .

“A arte alentejana desperta, em França, um interesse que vai dos meios académicos ao grande público”, salienta José António Falcão, director do DPHADB, entidade responsável pela iniciativa, em parceria com o Musée d’Art Religieux.

A exposição permitiu a apresentação de peças praticamente desconhecidas mesmo em Portugal. Caso paradigmático é o da “Cabeça Degolada de S. João Baptista”, do antigo convento da Conceição, de Beja – uma escultura em tamanho natural de madeira, sobre uma bandeja de prata.

A crítica francesa pôs em destaque os tesouros do Gótico, do Maneirismo e do Barroco dos tesouros eclesiásticos, sublinhando a relevância europeia das igrejas das ordens militares – Santiago, Avis e Hospital (Malta) –, dos conventos e mosteiros e, ainda, de muitas paróquias rurais e urbanas. Foi também sublinhada a presença de importantes obras de arte contemporânea que integram as colecções dos museus diocesanos de Beja, entre as quais a tela “Jacob e o Anjo”, do pintor António Paizana (1994), e a escultura “El Matador”, de Joana Vasconcelos (2007).

Comentários recentes

  • Anónimo

    alguém pode dizer onde é este lugar?

  • Anónimo

    Concordo a 1000% com M. Frade.Pode-se, rádios, jor...

  • Quim

    Foi a conclusão que EU tirei. Mas não fui o unico....

  • Anónimo

    voto em branco

  • Anónimo

    voto em branco

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds