Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Ainda não parou de tremer

A terra tremeu hoje na Península Ibérica e em Marrocos, exactamente às  01:37:47h, numa intensidade de 6,1 na escala de Richter, segundo o Instituto de Meteorologia de Portugal. Não há danos a registar. O primeiro abalo foi seguido de dezasseis réplicas e actividade sísmica ainda ocorre.

De acordo com o responsável do IM, Adérito Serrão, “o sismo desta madrugada é o maior registado desde 1969”.

Tinha-me acabado de deitar quando senti um ruído semelhante ao que é feito pelos camiões quando passam pela rua. A minha casa é antiga e de rés-do-chão. Talvez por isso não tenha sentido tanto a terra a tremer quanto ouvi o barulho que fez e o tempo que demorou.

Câmara de Serpa foi a Melhor Autarquia no Desporto Escolar

A Câmara Municipal de Serpa foi distinguida com o prémio de Melhor Autarquia pelo apoio prestado às actividades integradas no “desporto escolar” por indicação da Direcção Regional de Educação do Alentejo. O prémio foi entregue durante a Gala do Desporto Escolar 2009 que decorreu, no final da semana passada, em Lisboa e contou com a presença da ministra da Educação.

Orçamento participativo?

Que autarquias elaboraram ou estão a elaborar os respectivos planos de actividades e orçamentos de forma participada, para além dos eleitos e os serviços directamente ligados a essa função?

Qual o envolvimento que procuraram e tiveram nessa que é a actividade mais importante de qualquer gestão autárquica? Contaram com a participação dos responsáveis dos serviços, ouviram os trabalhadores da autarquia, as forças vivas, as populações, os partidos, quer os que suportam os executivos quer os da oposição? Ou os autarcas dos executivos limitaram-se a preparar os documentos previsionais, com a colaboração dos serviços competentes e submeteram-nos a votação dos órgãos executivos, primeiro, e dos deliberativos, depois?

A gestão participada não deve ser encarada de forma oportunista, quando e porque parece bem. Deve ser utilizada com um instrumento fundamental para melhorar não só a gestão mas também a qualidade da democracia. Aumentar os níveis de participação das populações deve ser, por isso, encarada simultaneamente com um instrumento para a melhoria da gestão e um fim em si mesmo, pelo que acrescenta à democracia, através do fomento da cidadania.

É, deve ser, por isso, um elemento distintivo das forças de esquerda. Quem não entender isso e não agir de acordo com isso está a contribuir objectivamente para dificultar o desenvolvimento da cidadania, o aperfeiçoamento e o aprofundamento da democracia e a afirmação e o reforço da esquerda.

I Encontro de Zambombas em Barrancos

Em Barrancos já começou a preparar-se o I Encontro de Zambombas, que vai decorrer na tarde/noite do próximo dia 24, a partir das 17h30, na praça da Liberdade, em volta do lume.

Para além dos tocadores locais e das crianças da escola, estão confirmadas várias participações especiais, entre as quais a do mestre Zé Gavino, que colaborou recentemente com José Barros e os Navagentes, no CD apresentado no programa Viva a Música, da rádio Antena 1.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Gosto.Categoria de mensagem. Teria a mesma mensag...

  • Anónimo

    Que outros agentes desportivos ... e já agora polí...

  • Munhoz Frade

    Exemplar.

  • Anónimo

    O problema, é que por mais considerações ideológic...

  • Anónimo

    “DesilusãoTenho estado, como é meu hábito, atento ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds