Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Acredito no impossível possivelmente

“Factos. Factos. Dêem-me factos. Pois bem,

O facto, hoje, é este, simplesmente:

Que eu acredito no impossível possivelmente”,

Escreveu o Poeta alvitense Raul de Carvalho. E, porque se calhar como ele, acredito no impossível, atrevo-me a apontar mais algumas orientações que me parecem fundamentais para o reforço do Partido.

Devemos procurar novas formas de nos relacionarmos com a Sociedade, o que deverá passar por um relacionamento mais activo e descomplexado com a comunicação social; por um discurso menos estereotipado e com menos frases feitas repetidas até à exaustão, por mais correctas que sejam; por um funcionamento mais transparente (dando corpo à expressão “Paredes de Vidro”), porque os cidadãos para se interessarem e confiarem no Partido precisam de o conhecer no que tem de bom e menos bom; e por sermos menos sectários, capazes de construir a coesão política e ideológica na acção, tendo em consideração a diversidade de opiniões e não pretendendo impor a unicidade de pensamento.

Atendendo à importância que tem o Poder Local e a necessidade de termos uma política comum nas diversas autarquias em que temos eleitos, consideramos necessário uma organização vertical e com bastante autonomia destes, por exemplo activando a PL-AECOD, e para evitar choques entre esta estrutura e a organização do Parido deve ser garantida a participação, por inerência, dos presidentes das câmaras comunistas nas comissões concelhias e distritais. Importa ainda de uma atenção prioritária à organização dos trabalhadores das autarquias.

 

Parte final da intervenção (corrigida) que fiz na 4ªAssembleia da Organização de Beja do PCP, em 20.02.2000.

Crie Montado - projecto inédito une empresas agrícolas alentejanas

Um grupo de 12 empresários agrícolas, dos concelhos de Montemor-o-Novo e Évora (distrito de Évora), Alcácer do Sal (Setúbal) e Ponte de Sôr (Portalegre), vão, entre si e informalmente, partilhar experiências e apostar em projectos comuns, no Crie Montado - Centro Regional de Inovação do Montado, um projecto "inédito" em Portugal, "importado" da Holanda e já aplicado noutros países europeus, como a Alemanha e a Estónia.

Investigadores da EU venceram Prémio Inovação Valorpneu

João Nabais e Carlos Laginhas, investigadores do Grupo de Química de Superfícies e dos Materiais do Centro de Química da Universidade de Évora (UE) venceram, com o trabalho "Transformação de Resíduos de Pneus em Produtos de Elevado Valor Acrescentado (Carvões Activados)",o Prémio Inovação Valorpneu, que tem como objectivo desenvolver novas ideias e soluções para o destino sustentável dos pneus usados em Portugal e incentivar e dar visibilidade ao trabalho de investigação realizado em estabelecimentos de Ensino Superior.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O Lagar é uma pena (o que não se fazia com 3,5 mil...

  • Anónimo

    ????????????????????

  • Anónimo

    Ninguém comenta a capa verde?

  • Anónimo

    Obrigado caro amigo. Um grande abraço. Ricardo (Se...

  • Ana Matos Pires

    Sim, vai seguir mail e o jornal fará o que entende...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds