Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Refexão sobre o anonimato e a liberdade

Este ciclo eleitoral, que amanhã termina, fez disparar os comentários, principalmente os anónimos e os menos correctos, pela linguagem utilizada, pelos insultos, ofensas e injúrias a pessoas, por acusações não fundamentadas.

Esta é uma questão que nos deve fazer reflectir. É triste e é também um dos maiores fracassos da nossa democracia o uso do anonimato para tais práticas.

Se nalguns casos - no debate de ideias, por exemplo - a identificação das pessoas é, na minha opinião, irrelevante, porque o que mais interessa são as ideias em si mesmas e não tanto quem as expressou, há outros em já não é assim. Sempre que são feitas acusações ou se põe em causa o bom nome das pessoas a identificação de quem assim procedeu é necessária.

Quem não se identifica no primeiro caso pode fazê-lo por descrição ou por qualquer outra razão, como o fazem os artistas que usam pseudónimos.

Quem não o faz no segundo caso é por cobardia. Quem ofende, calunia ou injuria outros a coberto do anonimato, para além de cobarde, tem mau carácter. Mas quem faz acusações não se identificando fá-lo por cobardia também, mas pode não ser por mau carácter  mas por medo das consequências, de represálias. E é neste caso que a liberdade reconquistada com o "25 de Abril" pode estar em causa.

 

Neste período, principalmente na campanha eleitoral autárquica, o Alvitrando registou, como era de esperar um significativo aumento de comentários. Mantendo o rumo e a prática habituais, apenas apaguei meia dúzia de comentários. Julgo que se alguma crítica pode ser feita, com justiça, à gestão que faço do Alvitrando é a de não apagar mais comentários e nunca a de ter apagado algum por censura. Mas continuo a defender que é preferível abusar um pouco da liberdade do que limitá-la. Desta eventual permissividade, que pode ter desagradado a alguns dos atingidos por comentários menos correctos, apresento as minhas desculpas.

Espero que continuem a reconhecer no Alvitrando o espaço de liberdade que pretendo que seja e que alguns dos anónimos passem a assinar o os seus comentários, porque só assim o "25 de Abril" será cumprido.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

  • Anónimo

    Se são carneirinhos ou não como V.a Ex.a defende, ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds