Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Não sou o único…

… que não me conformo com mais estes maus resultados eleitorais da CDU, num quadro político positivo como houve poucos, e que entende que urge fazer uma reflexão alargada e dela tirar as necessárias consequências para o relançamento do projecto da CDU, designadamente no Poder Local. Há outros que pensam e reclamam o mesmo como é o caso de Santiago Macias que escreveu o que a seguir transcrevo:

Objectivamente falando

1. A CDU tinha 32 câmaras, agora tem 28;

2. Tinha duas capitais de distrito, agora tem uma;

3. No distrito de Beja tínhamos 34 mandatos, agora temos 33, e esta parte até nem é a pior, porque perdemos Beja e Aljustrel e apenas recuperámos Alvito;

4. "Andorinhas" como Moura ou Santiago do Cacém não fazem a Primavera;

5. A nível nacional passámos dos 203 mandatos para 174;

6. Nas assembleias municipais recuámos de 722 para 651 deputados;

7. Nas assembleias de freguesia passámos de 2555 para 2266 e de 244 presidências para 213;

8. Perdemos cerca de 50.000 votos.

Quinze dias depois das eleições ainda não ouvi dizer nada disto. E era isto que se impunha dizer. Independentemente de hoje contar mais a política carnavalesca que a que está junto das populações (um facto); independentemente de todas, mas mesmo todas, as acções promovidas pela CDU e pelo PCP serem desvalorizadas ou mesmo ignoradas (outro facto); independentemente da prática do vale-tudo por parte do Governo para promover candidatos (outro facto ainda), urgem uma reflexão e uma tomada de iniciativa que nos conduzam ao lugar que devemos ocupar. E que é aquele que merecemos ocupar.”

Feira dos Santos (em quadras)

Recordo com doçura
A nossa feira dos Santos,
A lembrança que perdura
É de beleza e encanto.

Criada por D. Dinis
À volta do seu castelo,
A nossa feira dos Santos
Era de tudo o mais belo.

Faltava ainda uma semana
Ao Rossio íamos espreitar,
Se os tendeiros e as barracas
Já começavam a chegar.

Cheirava a castanha assada
Batata-doce bem cozida,
Comia-se polvo curado
Nozes e figos à partida.

… leia o resto destas belas quadras de D. Olinda  aqui.

Segundo lugar na lista do PS por Beja dá secretário de Estado

Fernando Medina, eleito deputado, como número dois da lista do PS, pelo círculo de Beja nas últimas legislativas, é o novo secretário de Estado Adjunto, da Indústria e do Desenvolvimento, sendo substituído por Conceição Casa Nova, que ocupava o terceiro lugar na lista.

Marcos Perestrello, que também foi eleito, como número dois da lista do PS, deputado por Beja em 2005 e também abandonou o cargo quando foi eleito vereador da Câmara de Lisboa nas eleições intercalares, é o novo Secretário de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar.

Parece um jogo viciado, em que se sabe à partida o número premiado - o segundo lugar da lista de candidatos do PS por Beja à AR tem como prémio ser nomeado secretário de Estado, sempre que o partido está no governo…

O povo reconheceu a bondade das nossas propostas

João Penetra, o novo presidente da Câmara Municipal de Alvito, eleito pela CDU, em entrevista ao Jornal Registo, que pode ser lida na totalidade aqui, afirmou:

Prioridades para os próximos 4 anos

Das muitas propostas apresentadas no nosso programa eleitoral, podemos eleger como elementos cruciais, a aposta na educação e na criação de conhecimento, o desenvolvimento económico, nomeadamente através da promoção do empreendedorismo, da criação de condições para a atracção de investimento que leve à criação de emprego e também o aumento e alargamento do apoio social aos mais desfavorecidos para reduzir as situações de pobreza.

Atrair investimento económico para o concelho

Uma das nossas prioridades nesta área é a elaboração dum plano de desenvolvimento estratégico que defina as áreas chave para o desenvolvimento do concelho e de um plano de marketing territorial que promova o concelho a nível turístico e económico, aproveitando as potencialidades do mesmo. Simultaneamente é necessário criar espaços para que as empresas se instalem, por isso nos propomos infra-estruturar zonas industriais e de actividades económicas. Propomos também levar a cabo a criação de um ninho de empresas, estrutura importantíssimas para dar oportunidade à instalação de empresas emergentes.

Secretaria de Estado de quê?!!!

Da lista dos secretários de Estado, entretanto divulgada, consta a de Elza Pais, nova secretária de Estado da Igualdade.

Como é que alguém pode acreditar minimamente na eficácia desta secretária de Estado quando o Governo integra apenas 13% (!!!) de secretárias de Estado, depois de ter gerado alguma expectativa a designação de 5 (30%) mulheres para  ministras?

Pág. 1/13

Comentários recentes

  • Anónimo

    Penso que é facial perceber quem falta a verdade. ...

  • Anónimo

    Bons tempos.

  • Anónimo

    Tem toda a razão, às vezes parecem miúdos que pela...

  • Anónimo

    Como estão as contas afinal?

  • Luis Palminha

    Se não me engano, a resposta a essa pergunta foi p...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds