Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Em tempo de eleições não pode valer tudo

Zé LG, 26.06.09

Há políticos e aspirantes a políticos que acham que em períodos eleitorais vale tudo: Pode-se prometer tudo, o que se sabe que se pode fazer e o que não se tem qualquer ideia de alguma vez vir a fazer; pode-se dizer tudo, mesmo ofendendo ou injuriando os adversários.

Esta ideia está de tal forma generalizada que é frequente ouvir-se políticos, comentadores e até juízes desvalorizarem o que foi dito nesses períodos, porque então tudo se admite.

Não pode ser assim e as pessoas estão fartas disso. Os políticos devem ser sérios e honestos e não se devem sentir irresponsáveis nos períodos eleitorais. Antes, pelo contrário, é nesses períodos que a sua autenticidade e o seu carácter mais devem ser afirmados, sob pena de serem vistos como farsantes.

António Balona candidato da CDU à Câmara de Alcácer do Sal

Zé LG, 26.06.09

 

António dos Mártires Balona, de 70 anos, natural de Alcácer do Sal, funcionário público de profissão, foi vice-presidente do município entre 1990 e 2001, presidente da Assembleia Municipal entre 2001 e 2005, sendo actualmente eleito na Assembleia Municipal. Foi o primeiro presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanos de Alcácer do Sal, entre 1999 e 2001. È presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcácer do Sal.

Mata Cáceres volta a candidatar-se, como independente, pelo PSD à Câmara de Portalegre

Zé LG, 26.06.09

ao seu terceiro mandato, com uma equipa renovada, que "já está toda constituída" e cuja divulgação irá ter lugar "a breve trecho".

Num balanço dos oito anos à frente da Câmara de Portalegre, Mata Cáceres lembrou que, no primeiro mandato, "conseguimos fazer aquilo que era expectável e possível" e confessou que, por vezes, viveu este segundo mandato "com uma dose de frustração", porque "tinha os projectos prontos e tivemos de estar à espera, com as candidaturas no congelador, até chegar a altura de as podermos fazer".

Garantiu ainda que a Câmara de Portalegre tem, neste momento, "um dos maiores números de candidaturas já feitas ao Quadro Comunitário e já com muitas aprovadas, e outras que o serão em breve" e assumiu que esta situação está "intimamente" relacionada com a sua disponibilização para mais um mandato, sublinhando que "Tenho o vício de fazer coisas, e sempre o tive. Estou muito mais ligado ao fazer do que ao dizer que faço e ao discursar".

CDU retira confiança política ao presidente de Junta de Freguesia de Nossa Senhora de Machede,

Zé LG, 26.06.09

que optou por se candidatar pelo PS, como independente, nas eleições autárquicas deste ano. O empreiteiro de construção civil José Vitorino Piteira, presidente da junta de freguesia de Nossa Senhora de Manchede há três mandatos consecutivos, sempre eleito como independente, pela CDU, justificou a decisão com a “defesa e a salvaguarda dos interesses” da população local.

Depois de retirar a confiança política a José Piteira, a CDU garante que vai apresentar uma lista à autarquia de Nossa Senhora de Machede.

Ser autarca em Portugal

Zé LG, 26.06.09

Pela sua pertinência e oportunidade publico aqui este comentário, de Hudi, retirado daqui.

 

Ser autarca em Portugal,
é um acto de amor, é um risco,
uma decisão que não se pensou,
uma dedicação aos outros
e um abandono aos seus.

Ser-se autarca em Portugal,
é ser-se bombeiro da aflição alheia,
calmante do desespero,
burocrata do sonho,
porta bandeira da aspiração,
voz da reivindicação,
opositor da capitulação.

Ao autarca em Portugal,
exige-se que seja competente,
atencioso, amável, desdobrável, honesto,
íntegro e acima de qualquer suspeita,
sem tempo para estar doente, cansado, saturado
e deve ainda considerar-se bem pago,
e sorrir de satisfeito,
por ter sido eleito.

Ao autarca em Portugal,
tudo se exige,
e quando o autarca exige,
é um chato, e é aborrecido, e é inquieto,
mesmo quando a sua exigência
é a exigência dos outros,
e se esquece de exigir para si próprio,
e se esquece que tem família em casa,
e uma profissão esquecida,
e um futuro adiado.

Feira Nacional da Água e do Regadio começa hoje em Ferreira do Alentejo

Zé LG, 25.06.09

A XII Edição da Feira Nacional da Água e do Regadio, organizada pela Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo, decorre no Parque de Exposições e Feiras, de hoje até domingo, Colóquios, com um programa, que inclui espectáculos musicais com João Pedro Pais e Pedro Abrunhosa, a VII Mostra de Artesanato dos Concelhos de Alqueva, o I encontro do Emprego e Empreendedorismo e colóquios sobre as energias renováveis, as culturas de regadio e uma sessão pública sobre o Turismo na região.

As crianças vão contar também com um espaço de lazer com insufláveis e muitas actividades.

Centenário de Vasco de Carvalho - destacado resistente antifascista

Zé LG, 25.06.09

Colóquio, hoje às 18h30, na Biblioteca Museu República e Resistência (Espaço Cidade Universitária), com São José Almeida (jornalista), José Hipólito dos Santos, Eugénio Mota e Isabel Rebelo (antigos companheiros de Vasco de Carvalho) e Luís Carvalho (investigador e organizador).

Vasco de Carvalho foi líder da Secção Portuguesa do Socorro Vermelho Internacional, entre 1936 e 1939, e depois do PCP, entre 1940 e 1942, até ser capturado pela PIDE. Esteve preso no Aljube, em Caxias e em Peniche.

Continuando a lutar contra a ditadura, apoiou as candidaturas de Norton de Matos e Humberto Delgado, esteve na direcção do Boletim Cooperativista, fundado por António Sérgio, e foi presidente do Ateneu Cooperativo/Fraternidade Operária de Lisboa, que seria encerrado pela PIDE em 1972.

Vasco de Carvalho faleceu aos 97 anos de idade fiel às suas convicções, assumindo-se até ao fim como um marxista-leninista anti-estalinista.

Recebido, por e-mail, de Luis Carvalho luismgcarvalho@gmail.com

Alteração de estratégia eleitoral?

Zé LG, 24.06.09

Transformou-se em prática recorrente o convite a membros do governo para participarem na apresentação de candidaturas autárquicas do partido que sustenta o governo. Com a sua presença e elogio pretendem os candidatos autárquicos obter uma maior visibilidade e valorizar as respectivas candidaturas.

É por isso de estranhar que a apresentação mais recente de algumas candidaturas do PS não tenham sido abrilhantadas com a presença de membros do governo, como, por exemplo, o primeiro-ministro, o ministro da Agricultura, tendo em conta estarmos numa região agrícola e estar a ser construído o sistema de rega a partir de Alqueva, do ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, tendo em conta a construção do Aeroporto de Beja e a importância que lhe é atribuída para o desenvolvimento da região, já para não falar da ministra da Educação, atendendo à importância atribuída à qualificação das pessoas, entre outros.

Será que, de repente, depois do sismo causado pelas eleições europeias no PS, os candidatos autárquicos passaram a considerar que a presença, na apresentação das suas candidaturas, de membros do governo, a começar pelo primeiro-ministro, em vez de valorizá-las só as prejudica?

Candidatos do distrito de Évora da CDU às eleições legislativas foram apresentados

Zé LG, 24.06.09

Sob o lema "A CDU avança com toda a confiança" foram apresentados no domingo, com a presença do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, os seis candidatos à Assembleia da República pelo círculo eleitoral de Évora, bem como o mandatário da campanha, Abílio Fernandes.

 

Os candidatos são:

1º - João Oliveira - deputado na Assembleia da República e advogado;

2.º - Ângela Sabino– técnica superior de história e professora na Universidade Sénior de Moura;

3.º - José Correia - coordenador regional de Évora do STAL;

4.º - Mariana Chilra – advogada e delegada da Ordem dos Advogados da Comarca do Redondo;

5.º - José Barroso - manobrador de veículos pesados industriais no sector dos mármores;

6.º - Samuel Quedas - autor/intérprete.

PS recandidata Aníbal Costa à Câmara de Ferreira do Alentejo

Zé LG, 24.06.09

O PS apresentou ontem, no Centro Cultural, as listas concorrentes aos órgãos autárquicos do concelho de Ferreira do Alentejo.

Aníbal Costa, presidente da Câmara, volta a encabeçar a lista candidata às Câmara Municipal, que integra ainda Nuno Pancada, Manuel Canilhas Reis, , Maria José Gamito e José Diogo Rosa Branco.

Foram também apresentados os cabeças de listas à Assembleia Municipal - Francisco Palma Lopes – e às assembleias de freguesia.

Carlos Pinto de Sá candidato da CDU à Câmara de Montemor-o-Novo

Zé LG, 24.06.09

Carlos Pinto de Sá, presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo desde 1994, recandidata-se ao seu quinto mandato como presidente da Câmara Municipal.

Fernanda Batista, que cumpre o seu primeiro mandato como presidente da Assembleia Municipal de Montemor-o-Novo, é de novo a candidata da CDU àquelas funções.

A apresentação pública realizou-se na passada sexta-feira, no Parque Urbano da Cidade, e contou com a participação de Vasco Cardoso, da Comissão Política do Comité Central do PCP.

PS apresentou cabeças de listas aos órgãos autárquicos de Reguengos de Monsaraz

Zé LG, 24.06.09

O PS apresentou os seus cabeças de lista à Câmara e à Assembleia Municipal de Reguengos de Monsaraz, respectivamente José Calixto, actual vice-presidente da autarquia, e José Carlos Singéis. Foram ainda apresentados os cabeças de lista às Assembleias de Freguesia, numa sessão pública realizada, sexta-feira, no Pavilhão Multiusos do Parque de Feiras e Exposições daquela Cidade.

Vítor Martelo, actual presidente da Câmara, é o mandatário da candidatura.