Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Francisco Orelha retirou pelouros ao vereador Joaquim Soudo

O presidente da Câmara Municipal de Cuba retirou a confiança política e os pelouros ao vereador do PS Joaquim Soudo, porque este votou favoravelmente uma proposta da CDU para que, no Verão, se aplicasse o horário contínuo a todos os trabalhadores dos estaleiros municipais.

Francisco Orelha acusou Joaquim Soudo de representar o PS até ao meio-dia e na parte da tarde angariar militantes para as listas dos partidos da oposição e João Português, líder concelhio do PCP e candidato da CDU à Câmara de Cuba, de desconhecer a lei levando para a reunião de Câmara assuntos que são da competência do presidente.

Joaquim Soudo disse que, quando Francisco Orelha lhe comunicou que não integraria as listas de candidatos às próximas autárquicas, referiu que tinha sido o melhor vereador que tinha passado pela Câmara de Cuba, que se sente magoado pela retirada dos pelouros e que “As acções são para quem as pratica”.

João Português acusa Francisco Orelha de autoritarismo, prepotência, pouca prática democrática e intimidação, junto dos trabalhadores da autarquia que estão nas listas da CDU, esclarecendo que na reunião de Câmara em que aquela deliberação foi tomada ninguém invocou desconhecimento da lei, tendo sido aprovada a proposta com efeitos a partir do dia 1 de Junho.

Cláudio Torres acusa a Câmara de Mértola de abandonar o Campo Arqueológico

Cláudio Torres, arqueólogo e director do Campo Arqueológico de Mértola (CAM), diz que "nos últimos oito anos houve, por parte da Câmara Municipal, uma perda de interesse em relação ao projecto do CAM", o que "se acentuou com a saída de Jorge Pulido Valente". 

Jorge Pulido Valente reagiu a estas afirmações dizendo que "Cláudio Torres está a utilizar o CAM para fazer campanha" contra si e contra "o Partido Socialista (PS)".

Esquerda pró-independência venceu eleições na Gronelândia

O partido de esquerda Inuit Ataqatigiit (Comunidade do Povo) venceu as eleições parlamentares na Gronelândia, pondo fim à governação de 30 anos dos social-democratas do Suimut no território autonómo da Dinamarca.

O Inui Ataqatigiit vai governar a Gronelândia com o estatuto de autonomia alargada aprovado no ano passado por 75,5% dos votos expressos e que entra em vigor no próximo dia 21.

A intenção dos principais partidos é preparar a última etapa antes da independência, que pretendem ver concretizada em 2021 - quando passam 300 anos sobre o início da colonização dinamarquesa.

Morreu há um mês

Ainda não me habituei ao seu desaparecimento. Ainda tenho o número do seu telemóvel, ainda penso, com frequência, ir vê-lo e ou telefonar-lhe para irmos almoçar e “pôr a escrita em dia”.

O Mestre faz-nos falta! Faz-nos falta a sua frontalidade, o dizer-nos o que tinha para dizer e não apenas o que queríamos ouvir, a sua incomodidade perante a vida e a falta de alternativas que muitas vezes se diz existirem para manter tudo na mesma. Faz-nos falta a sua criatividade, a sua capacidade de trabalho, o seu empenhamento em tudo aquilo em que acreditava, o desassossego em que vivia e com que nos contagiava, a sua dedicação à família e aos amigos. Faz-nos falta a sua amizade.

O Mestre não era um homem fácil. Convivia mal com a hipocrisia, a inveja, a imbecilidade, a incompetência e o provincianismo bacoco. Era frontal, de palavra fácil e áspera. Mas era um sedutor. Facilmente as pessoas se deixavam sentir seduzidas por este homem que mostrava uma enorme vontade de viver para fazer tudo o que sentia ter para fazer. Era um homem de pensamento, de cultura mas também de acção, que deixou obra que a todos enriquece.

Na pessoa da Lígia, sua companheira, de quem ele tanto gostava e que o acompanhou com uma dedicação sem limites durante a sua enfermidade, abraço toda a sua família e também os seus amigos.

Alvito, 21 de Maio de 2009

Publicado na edição nº 92 da revista Mais Alentejo (Morreu o Figueira Mestre).

Comentários recentes

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds