Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

A “Saúde” que temos

Em resposta a uma carta recebida ontem, fui ao Centro de Saúde, hoje, para levar vacinas em falta. Fui bem atendido, como sempre.

Tentei aproveitar a deslocação para marcar uma consulta, para fazer os exames de rotina, que se devem fazer e não faço há uns dois anos. “A Dr.ª está de baixa, vêm cá outros médicos, mas marcações só para depois do dia três”, informou-me a funcionária de serviço.

E se estivesse doente e precisasse mesmo de ser observado por um médico? Como fazia? Esperava até ao dia três?! Até morrer ou passar a maleita?!...

Assim vai o estado da nossa “Saúde”...

"A força de um povo"

é como se chama um monumento,

 

da autoria de Sérgio Vicente e Rui A. Pereira,

 

que a Câmara Municipal de Beja e a Junta de Freguesia de Baleizão

 

inauguram

 

no Parque Central Álvaro Cunhal (em frente da Casa do Povo)

 

em Baleizão,

 

esta tarde, às 18 horas,

 

assinalando os 55 anos do assassinato de Catarina Eufémia

 

e os 35 anos do 25 de Abril.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O Lagar é uma pena (o que não se fazia com 3,5 mil...

  • Anónimo

    ????????????????????

  • Anónimo

    Ninguém comenta a capa verde?

  • Anónimo

    Obrigado caro amigo. Um grande abraço. Ricardo (Se...

  • Ana Matos Pires

    Sim, vai seguir mail e o jornal fará o que entende...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds