Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Adeus Amigo, até sempre!

Recebi há pouco a notícia do falecimento do Joaquim Figueira Mestre. Tinha falado com a sua companheira sobre o seu estado cerca de uma hora antes. Embora tenha percebido que as coisas se estavam a precipitar, quando o Manuel António me deu a notícia tive dificuldade em aceitá-la.

Perdi um dos meus maiores amigos. Com quem tinha cumplicidades e confidências como praticamente não tenho com mais nenhum.  Sonhámos, idealizámos e construímos alguns projectos em conjunto. Outros não mais se poderão concretizar.

Conheci-o há mais de 40 anos no Liceu, onde andámos juntos um ou dois anos. Depois perdemos o contacto, que restabelecemos há uns 25 anos e que nunca mais interrompemos. Tirando alguns períodos não convivíamos muito mas entendíamo-nos como poucos. Não precisávamos de muita conversa para sabermos o que outro queria ou pensava.

Quando se começou a queixar da doença procurei desvalorizar as suas queixas porque tinha uma certa tendência hipocondríaca. Desta vez tinha toda a razão para se queixar. Só isso permitiu identificar a doença. Mas infelizmente não conseguiram tratá-la...

Se sempre que morre um amigo também morre algo de nós próprios, quando morre um grande amigo é muito de nós que se vai com ele. É um enorme vazio e uma dor muito profunda o que agora sinto.

A toda a família enlutada, neste momento de dor e pesar, abraço com solidariedade e muita ternura.

 

Joaquim Figueira Mestre tinha 54 anos,  era natural da Trindade (Beja), licenciado em História e pós-graduado em Ciências Documentais, Director da Biblioteca Municipal José Saramago de Beja, autor de livros de contos e romances. Em 2008 venceu a 7ª edição do Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca, da Câmara Municipal de Santiago de Cacém, que recebeu já doente. Tanto mais que tinha para fazer...

 

INFORMAÇÃO: A cerimónia fúnebre realiza-se hoje, às 22h30, na Casa Mortuária junto do Cemitério de Beja, e a cremação amanhã, às 09h00, no Cemitério de Ferreira do Alentejo.

Comentários recentes

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds