Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

NaturAlentejo traz o campo à cidade de Beja este fim-de-semana

Nos dias 27, 28 e 29 realiza-se, no Parque de Feiras e Exposições de Beja, a primeira NaturAlentejo, grande feira do sector da caça, pesca e Natureza, uma organização conjunta da Aventura Visual – Produção de Conteúdos e Eventos, L.da e da Câmara Municipal de Beja.

Este evento pretende reunir todas as actividades relacionadas com estes temas e chamar a atenção para as mesmas, enquanto actividades humanas com relevância na história, economia, cultura e, de um modo geral, na vida societária deste distrito, onde têm arreigada tradição, funcionando como formas de integração do Homem na Natureza e na sua conservação e biodiversidade.

É ainda objectivo deste evento envolver todas as forças vivas do distrito, criando animação e convidando à participação activa das empresas, associações e demais interessados em tomar parte neste projecto.

O Alentejo tem sido ao longo da sua longa história, continua a ser no presente e beneficiará em continuar a trilhar esse caminho no futuro, o palco privilegiado destas actividades ligadas ao campo e à interacção do Homem com o mesmo.

Ver tudo sobre esta feira aqui: http://www.naturalentejo.com/.

Transformar o IPB numa “marca de referência”

regional, nacional e internacional é o objectivo último de Vito Carioca, o novo presidente do Instituto Politécnico de Beja, eleito ontem pelo Conselho Geral, que aponta como meta a transformação do Instituto num “pólo de excelência e de conhecimento”.

 

Para já o novo presidente pretende ouvir “as pessoas”, “conter despesas e gerar receitas”, avançar com um conjunto de “projectos estruturantes”, aproveitar o “potencial instalado” e apostar no “conhecimento”.

AAUE acusou o Governo e a gestão da academia de «prejudicarem os estudantes»

O presidente da Associação Académica da Universidade de Évora (AAUE) exigiu medidas para «melhorar a qualidade de ensino» na instituição, acusando o Governo e a gestão da academia de «prejudicarem os estudantes». «O Estado diz que a Universidade gere-se mal, a Universidade diz que não tem dinheiro e não consegue gerir o património que tem, mas quem acaba prejudicado é o estudante», justificou António Gualdino.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Como estão as contas afinal?

  • Luis Palminha

    Se não me engano, a resposta a essa pergunta foi p...

  • Anónimo

    É verdade , gente empenhada, competente é o que ma...

  • Anónimo

    Gente que tem mais processos disciplinares arquiva...

  • Anónimo

    É Só Eng de obras feitas

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds