Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Não é todos os dias que nos chamam “Brisa Fresca”…

 

«…

No meio desta confusão surge uma voz moderada e corajosa: Lopes Guerreiro, …

 

A atitude não me surpreende. Do que lhe reconheço Lopes Guerreiro é um homem de valores, com princípios e pensamento próprio. A sua coragem de dizer as coisas, mesmo quando são incómodas para o seu partido, nasce de uma vontade de construir em vez de destruir. E é de registar estas declarações e o sentido de verdade que Lopes Guerreiro trás à política. Dirão alguns: só o beneficia! Também, mas o facto é que nos beneficia a todos, sobretudo uma classe política desacreditada.

 

E numa altura em que é fácil dizer mal dos outros, desvalorizar os que pensam diferente dos colectivos, de criticar por rótulo partidário as pessoas, parece-me justo elogiar Lopes Guerreiro e agradecer-lhe este esclarecimento incómodo. Seria bom que o PCP o soubesse fazer também. Reconhecendo os seus erros e valorizando os seus quadros de extraordinária competência ética e intelectual.»

 

In: Blogue Código Alentejano, de Jorge Barnabé

 

 

 

Há cada notícia…

O que é que esta acrescenta e esclarece o caso em apreço?!!! O que é que o facto da senhora procuradora ter sido «muito apreciada pelos colegas do sexo masculino na faculdade, especialmente porque tinha uns olhos verdes marcantes e expressivos» e de ter namorado com Durão Barroso tem a ver com o “caso Freeport”?!!!

O PCP acusou o Governo de “má gestão” dos fundos comunitários,

considerando que “O Quadro Comunitário de Apoio (QCA) III e o Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) tinham condições para dar um contributo positivo para a gravíssima crise que Évora, o Alentejo e o país atravessam e para o desenvolvimento do distrito”, afirmou Diamantino Dias da DORÉvora, que acrescentou que “O Governo comporta-se como se os recursos fossem seus, e não do país, e deixa as empresas, os municípios e os cidadãos à espera, em função de uma gestão política do tempo das decisões, ao sabor dos interesses do partido socialista e não dos interesses nacionais”.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Como estão as contas afinal?

  • Luis Palminha

    Se não me engano, a resposta a essa pergunta foi p...

  • Anónimo

    É verdade , gente empenhada, competente é o que ma...

  • Anónimo

    Gente que tem mais processos disciplinares arquiva...

  • Anónimo

    É Só Eng de obras feitas

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds